Assembleia decide manter veto ao fim do horário de verão em Goiás

Com decisão, goianos continuam tendo que adiantar relógios em uma hora entre os meses de outubro e fevereiro

A Assembleia Legislativa apreciou nesta quarta-feira (20/9), requerimento de parlamentares que pedia que fosse revogada a votação para manutenção ao veto da governadoria sobre projeto que acabaria com o horário de verão em Goiás. Na última terça-feira (12) os deputados votaram contra a derrubada do veto nº 1240/17, do governo do Estado.

O plenário, então, votou contra o requerimento. Com a decisão, os goianos continuarão tendo que adiantar seus relógios em uma hora entre os meses de outubro e fevereiro.

O presidente José Vitti (PSDB) colocou o tema em pauta, mas afirmou que a votação foi realizada dentro da legalidade, por isso, não concordava com os requerimentos, mas, por princípios democráticos, iria colocá-los em apreciação. “Não vi qualquer ato que levasse à anulação desta votação”, disse Vitti.

O deputado Luis Cesar Bueno (PT), que lutou pelo fim do horário de verão, lamentou a decisão. “Lamentavelmente a maioria dos deputados aqui é a favor do horário de verão. Nós fizemos uma bom combate, mas a população não ganhou”, declarou.

No última terça-feira (12) os parlamentares tinham decidido sobre a manutenção do veto. Foram 19 votos contra e 9 favoráveis pela derrubada do veto.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Lincoln

Horário de Verão é a famosa gambiarra, não fazem os investimentos necessários no setor elétrico, então ficam na gambiarra. País da corrupção é assim, gambiarra em tudo.