Projeto foi apresentado pelo deputado Delegado Humberto Teófilo e estava previsto na pauta prévia da Casa desde o retorno legislativo

Previsto na Pauta Prévia para ser votado desde a retomada das atividades na nova sede da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o título de cidadania para o empresário Luciano Hang (sem partido) foi aprovado na terça-feira, 19. A proposta foi aprovada em meio a outros 89 processos que foram analisados pelo plenário da Casa, entre eles, alguns títulos de cidadania, como o da primeira-dama Thelma Cruz (Republicanos) e do Secretário de Prioridades Estratégicas, Arthur Bernardes (Republicanos).  

O projeto é do deputado estadual Delegado Humberto Teófilo (Patriota), mas conta a com a assinatura de outros 21 parlamentares e foi aprovado sob a justificativa de que Hang é importante na geração de empregos diretos e indiretos no Estado, onde o empresário que é dono da rede de lojas Havan. Em Goiás há três “megalojas”. Elas estão localizadas em Anápolis, Rio Verde e Valparaíso de Goiás. Segundo o parlamentar, a empresa gera cerca de 200 vagas de empregos diretos em cada unidade.  

O patriota ainda salienta que, na ocasião da apresentação da matéria, havia projeto de expansão de mais cinco lojas no Estado. Segundo Humberto, são investimentos que devem ultrapassar os R$ 200 milhões para apenas três lojas situadas em Goiânia, Aparecida e outra em Sobradinho, no Distrito Federal, “trazendo benefícios à Região do Entorno”. “Luciano escolheu Goiás para voltar investimentos de sua marca, trazendo milhares de empregos para a população goiana”, acrescenta.