Assembleia aprova nova LDO para exercício de 2016

Lei das Diretrizes Orçamentárias tem corte de R$ 71,6 milhões em relação a 2014 e já inclui as despesas com a nova sede da Assembleia Legislativa

LDO inclui gastos com a nova sede da Assembleia Legislativa, na ordem de R$ 90 milhões| Foto: Divulgação

LDO inclui gastos com a nova sede da Assembleia Legislativa, na ordem de R$ 90 milhões| Foto: Divulgação

Os deputados estaduais aprovaram, nesta quinta-feira (2), o projeto de lei nº 1424/15, que institui a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2016. A proposta já havia sido aprovada na Assembleia em primeira votação na segunda-feira (29).

A proposta foi enviada pela Governadoria e trata principalmente das despesas correntes e de capital. A LDO sofreu corte de R$ 71,6 milhões em relação a 2014. Os cortes se deram em áreas da Assembleia como a de manutenção. A nova sede da Assembleia, no entanto, receberá investimento de cerca de R$ 90 milhões.

O presidente da Casa, Helio de Sousa afirmou que os órgãos públicos não terão cortes. Mas acrescentou que os parlamentares trabalharão com menos verba, apesar de terem garantia constitucional de repasse do duodécimo.

A partir desta sexta-feira (3) os parlamentares entrarão em recesso, que segue até o dia 3 de agosto. A volta dos trabalhos da Assembleia será em uma cerimônia proposta pelo deputado major Araújo que celebra o aniversário da Polícia Militar de Goiás.

 

Deixe um comentário