Assassino confesso do cartunista Glauco é preso em Goiânia suspeito de latrocínio

Carlos Eduardo, conhecido como Cadu, pode ter sido o autor do crime que vitimou o jovem Mateus Morais Pinheiro, de 21 anos, na noite do último domingo, em Goiânia

Foto: Divulgação/PM

Foto: Divulgação/PM

A Polícia Militar (PM) prendeu no início da tarde desta segunda-feira (1º/9), em Goiânia, Ricardo Pimenta Júnior e Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o Cadu, assassino confesso do cartunista Glauco Vilas Boas e do filho dele, Raoni Vilas Boas. Os suspeitos estavam em dois carros roubados. Um dos automóveis pertencia a Mateus Morais Pinheiro, de 21 anos, morto durante um assalto ocorrido na noite do último domingo (31) no setor Bueno.

A polícia identificou os dois suspeitos após um delegado flagrar os veículos em atitude suspeita. De acordo com informações da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH), houve perseguição e troca de tiros. Ricardo se entregou e Cadu, mesmo ferido, conseguiu fugir. A polícia conseguiu prendê-lo durante tentativa de assalto a uma farmácia, logo depois da perseguição.

A PM informou que há a suspeita de que o segundo automóvel roubado, um Honda City, seja o mesmo utilizado durante tentativa de latrocínio do agente prisional Marcos Vinicius Lemes D’Abadia. O crime ocorreu na última quinta-feira (28), no setor Bueno, e o profissional segue em estado grave.

Caso do cartunista Glauco

Glauco e seu filho foram mortos em Osasco (SP), em março de 2010. Na ocasião dos homicídios, Cadu estava sob efeito de haxixe, maconha e também da mistura de plantas que dá origem à bebida utilizada em rituais do Santo Daime, do qual as vítimas e ele faziam parte. Após ser reconhecido pela esposa de Glauco, testemunha do ocorrido, Cadu confessou o crime.

Declarado inimputável pela Justiça em 2011, o acusado ficou inicialmente em um complexo médico penal no Paraná, sendo transferido, no ano seguinte, para Goiânia.

Em setembro do ano passado, a Justiça de Goiás decidiu que Carlos Eduardo poderia sair da clínica psiquiátrica onde estava internado e voltar para a casa de seus pais. Conforme decisão judicial da época, Cadu, que tem esquizofrenia, estaria apto a passar para o tratamento ambulatorial.

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carlos Spindula

O que esse cara estava fazendo solto na rua novamente, se ele é, segundo a justiça inimputável e doente ? Porque soltaram essa ameaça à sociedade ?? Chega de tanta impunidade e leis frouxas !!!

estudande

Pessoal esse cara era estudante de psicologia da Universo Goiânia 1° periodo

estudande

Pessoal esse cara era estudante de psicologia da Universo Goiânia 1° periodo do segundo semestre de 2014