Assaltantes assassinam frei Antônio Moser. Tinha 75 anos e era um intelectual da Igreja Católica

O frei publicou 27 livros e era uma voz humanista, pacífica e culta da Igreja Católica no Brasil

Antônio Moser e o papa francisco moser

Assaltaram mataram a tiros o frei Antônio Moser (na foto ao lado com o papa Francisco) na quarta-feira, 9, na Rodovia Washington Luiz, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. O religioso de 75 anos, mesmo ferido gravemente, conseguiu estacionar o Honda Civic no acostamento. Em seguida, morreu. Os criminosos, que usavam uma motocicleta, fugiram e estão sendo investigados pelos policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense e pela Polícia Militar.

Tudo indica que, por sua formação humanística e até pela idade, frei Antônio Moser não reagiu. O automóvel ficou com uma roda avariada, o que sugere que os criminosos levaram o religioso a batê-lo. Ele trabalhava em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Antonio Moser frei morto frei

Homem culto, um dos intelectuais da Igreja Católica, Antônio Moser era diretor-presidente da Editora Vozes, professor de Teologia Moral e Bioética no Instituto de Santa Clara e diretor do Centro Educacional Terra Santa. Era um religioso aberto ao diálogo e homem tido como extremamente pacífico.

Antônio Moser publicou 27 livros e escreveu artigos em revistas científicas do Brasil e do exterior.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adalberto De Queiroz

Que o Divino Pai Eterno receba a alma de Frei Antonio!

JORGE ALMADA

Sou Cristão e como Cristão luto pela PRESERVAÇÃO DA VIDA. A implantação da Pena de MORTE no Brasil não resolverá nossos problemas mas ajudará muito na INIBIÇÃO dos crimes violentos e covardes que ocorre no dia a dia. A cada 5 anos temos 265.000 mil vitimas o equivalente as mortes pela bomba atômica jogada em Hiroshima e Nagazaki. O PAÍS QUE MAIS SE MATA NO MUNDO! A execução destes criminosos declarados contribuiriam muito para INIBIR novos crimes E PRESERVAR A VIDA DE MILHARES DE INOCENTES. Se fosse pela situação de pobreza e falta de instrução a África e alguns países… Leia mais

Luiz Carlos Lomba

Infelizmente, neste país infeliz, não há justiça. Criminoso, vira presidente, senador, deputado, ministro, etc. É a verdadeira “Casa da Mãe Joana” !

Valdemiro de Almeida Pinto Filho

A morte é um legado divino dado a todos os seres vivos!!! Na verdade não seria uma pena de morte e sim um prévio agendamento desta pelo risco as demais vidas por comportamentos que promovem a execução de pessoas. A morte de Frei Moser e muitos inocentes a cada fração de hora menor com o passar das décadas face a IMPUNIDADE!!! TRÊS ANOS SE PASSARAM E A POLÍCIA NADA RESOLVEU!!!
ACREDITO QUE NOSSO FREI MOSER FOI EXECUTADO E SEU ALGOZ ASSASSINADO COMO QUEIMA DE ARQUIVO!!!

Valdemiro de Almeida Pinto Filho

Justiça existe! Mas eficiência na investigação (no caso nossa polícia é ineficaz) o que presume a inocência … Executaram o assassino do nosso Frei e presumo ser uma queima de arquivo!!!
Que interesses teria alguém em mandar executá-lo, pois roubar um carro de moto … a estratégia assumida é de eliminar a vítima. Ali não seria um bom local para roubar o carro e sim para cumprir a execução e fugir!!! Três anos e zero resultado !!!