Academias permitem que as pessoas malhem peladas

Quando se exercitam sem roupas, os atletas queimam 70% mais calorias. Por isso, “liberam mais que o dobro de hormônios inerentes ao esporte praticado”

A Academy Freestyle (a tendência surgiu na França), recém-chegada ao Brasil, permite que as pessoas malhem inteiramente peladas. Algumas academias de São Paulo adotaram a prática. Mas os horários de treino ainda são limitados, quer dizer, são alternativos.

 (crédito: Reprodução)

Segundo o “Correio Braziliense”, “a rede Running Wild de academias foi a pioneira em oferecer essa categoria de serviço. Hoje é adotado por outras 12 academias da capital paulista”.

Os horários para os pelados são cada vez mais concorridos e há fila de espera. Os horários devem ser ampliados, pois as academias querem evitar superlotação. “Foi o que aconteceu na França no momento da implantação”, informa o personal trainer Marcelo Dragone. Ele é o responsável pela adoção do novo estilo na rede Running Wild. “Algumas pessoas criam coragem e começam a treinar, no início é difícil, mas quando a pessoa percebe o resultado do treinamento nu, nada mais importa. Aí é um boca a boca e horário enche rapidamente”, diz.

Estudo de fisiologistas franceses postula que, quando se exercitam sem roupas, os atletas queimam 70% mais calorias. Por isso, acrescenta o “Correio”, “libera mais que o dobro de hormônios inerentes ao esporte praticado”. O fisiologista Jena Claude Prisse sublinha: “Percebemos que essa relação de queima de calorias e liberação de hormônios é o que faltava para pessoas que treinam vestidas durante anos e não obtém ganhos relativos de massa e definição”.

Chega ao Brasil academia que permite malhar pelado

O web designer Adão Cruz, que aderiu à nova tendência, diz: “Durante dois anos treinando vestido eu nunca obtive os resultados que eu queria. Todos os meus colegas de faculdade puxavam 90 quilos no supino e eu nunca chegava a essa marca. Sempre treinarei nu daqui para frente. Roupa agora só no vestiário”.

O “Correio Braziliense” frisa: “Alguns cuidados especiais devem ser tomados pelos frequentadores quanto ao uso de desodorante e ao posicionamento constrangedor nos aparelhos. A hidratação é outro detalhe que merece atenção. Os homens precisam tomar muito cuidado com ereções, que devem ser evitadas. É proibido fazer fotos e vídeos no local para preservar os usuários”.

Nenhuma academia de Goiânia confirmou que adotará o novo estilo. O sócio de uma academia disse ao Jornal Opção: “O goiano é conservador. Mas, se uma academia adotar o estilo, outras poderão segui-la. Mas não será fácil, não. Porque perder clientes. Ele admite que um amigo, dono de uma academia, já esteve em São Paulo para verificar o novo estilo”.

Depois de conversar com o repórter, o dono da academia voltou a ligar: “

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.