Arnaldo Jabor critica música sertaneja e afirma que existe uma “ascensão do mau gosto”

Cineasta diz que público está menos receptivo a filmes reflexivos, e lembra de Cristiano Araújo. “Nunca tinha ouvido falar e umas 50 mil pessoas foram ao enterro do cara”

arnaldo 2

Arnaldo Jabor em entrevista coletiva, durante a 17ª edição do Fica | Foto: Sarah Teófilo

Sarah Teófilo
Da Cidade de Goiás

O cineasta e jornalista Arnaldo Jabor criticou neste sábado, durante o Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica), o que ele chamou de “ascensão do mau gosto”. “Existem esses Sertanejos porcarias, e um comentário de que tudo que critica é elitista. É uma ascensão do mau gosto”, afirmou.

A crítica do cineasta teve início em relação ao cinema brasileiro, e ao espaço reservado para produções mais comerciais — e rentáveis –, em detrimento dos filmes mais reflexivos. O jornalista ainda lembrou do cantor goiano Cristiano Araújo, morto em um acidente de carro no último mês de junho. “Eu nunca tinha ouvido falar nele, e foram umas 50 mil pessoas ao enterro. Quem é esse cara?”, disse.

O jornalista citou o Sertanejo, mas as críticas foram de forma geral a todo tipo de produção massificada. De acordo com o cineasta, tudo se massificou. “O show de qualquer babaca enche”, garantiu.

Jabor, que está com dois filmes na mostra paralela do festival — “Tudo bem” e “A suprema felicidade” –, afirma que o cinema tem explorado filmes mais comerciantes, mostrando o pior lado do espectador.

A questão econômica é o motivo maior desta mudança, conforme o cineasta. Por serem filmes que vendem, tomam conta do circuito comercial, e vão para cartaz — mas não estimulam o pensamento do público. “E existe uma recepção maior do público. Esses filmes, como os do [Fábio] Porchat, não tem reflexão alguma”, e completou: “Hoje as pessoas não querem pensar.”

Como exemplo, cita filmes como “Velozes e furiosos”, em que um plano dura alguns segundos. “A pessoa quer sair, ver filme, comer e dormir.” Arnaldo Jabor ainda disse em entrevista que, com o foco no dinheiro, está ocorrendo uma “imbecilização do cinema”. “O cinema brasileiro está aleijado”, afirma, explicando que o cinema no Brasil está em uma corda bamba e não é visto como algo de necessidade.

6 respostas para “Arnaldo Jabor critica música sertaneja e afirma que existe uma “ascensão do mau gosto””

  1. Avatar Rômulo disse:

    Esses metidos a intelectuais sempre vivem querendo dizer do que as pessoas devem ou não gostar.

    • Avatar Adriano Chagas dos Santos disse:

      Sera mesmo que aquela pessoa curte estas artes massificadas realmente pelo seu livre discernimento ou pela imposição das radios e tvs comerciais??? No caso do “sertanejo “, das 100 musicas tocadas nas radios quase 80 sao de musicas “sertanejas universitárias “, onde esta a diversidade cultural e musical nestas emissoras abertas??? Questão bem colocada pelo Arnaldo Jabor, as pessoas de hoje estao muito alienadas, sao massas de manobras para estas midias comerciais faturar ainda mais com seus produtos ditos “culturais”.

  2. Avatar Joel Freire disse:

    Concordo em partes… Apesar de não gostar de musica sertaneja, acredito que ha muitos talentos. Mas assim como o cinema, a musica sertaneja caminha pelo comodismo, não precisa pensar, apensas ouvir e pronto. Ressalto que ha outros gêneros musicais nesse mesmo caminho também.

  3. Avatar Antonio Alves disse:

    Há pessoas que pensão que a verdade delas é superior à verdade dos outros. Se ele não conhecia o Cristiano é porque não conhece o mercado da música assim como eu não sei quase nada de cinema.

  4. Avatar Alek disse:

    Ele está corretíssimo…a grande mídia tá se lixando pra qualidade. E o que dizer de um país com treze milhões de analfabetos?

  5. Avatar Francisco disse:

    Para começar a conversa, o que ele chama de sertanejo é na verdade música brega, bem produzida, mas brega. O gado brasileiro se bem conduzido vai a qualquer lugar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.