Aprovação de 13º para vereadores e prefeito gera revolta em Itapuranga. Veja vídeos

Controverso projeto de lei e votação conturbada acabaram virando caso de polícia

A Câmara de Itapuranga, cidade do interior de Goiás, aprovou na última quarta-feira (21/2), em segunda e última votação, projeto de lei que muda a lei Orgânica Municipal e concede a vereadores, secretariado, prefeito e vice-prefeito o benefício do 13º salário. Apenas um vereador votou contra a matéria.

A aprovação em dois turnos na Casa de leis gerou revolta e insatisfação entre populares, que acompanharam de perto as sessões e protestaram contra o resultado. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram dezenas de moradores em posse de cartazes e entoando palavras de ordem, logo após a votação. (Confira abaixo)

O controverso projeto de lei e a votação conturbada devem contar com desenrolar também na polícia. Quatro vereadores resolveram registrar Boletim de Ocorrência contra 10 populares, os quais, segundo a denúncia, agiram para “denegrir a imagem e honra dos vereadores”.

Antôno Avelino, José Vieira, Kelcy Jany e Rodrigo Pereira da Silva solicitaram a instauração de inquérito policial contra os populares. Dentre as supostas acusações elencadas, os legisladores alegam que os citados usaram palavras de baixo calão contra eles, como “covardes” e “picaretas”, e até mesmo teriam impedido a saída de uma vereadora da Casa de leis.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.