Após tratamento, mulher que foi flagrada com ex-morador de rua se pronuncia pela primeira vez

Sandra Mara Fernandes se pronunciou nesta quarta-feira, 27, nas redes sociais e reiterou que estava sob um surto psicótico

Sandra Mara Fernandes, a mulher que foi flagrada com o ex-mendigo de Planaltina de Goiás, Givaldo Alves, se pronunciou nesta quarta-feira, 27, pela primeira vez. A mulher diz que que já procurou a Justiça para conseguir os seus direitos após, em um surto psicótico, ter sido usada como objeto de prazer durante delírios e alucinações.

A mulher desabafou nas redes sociais que está em busca justiça e respeito, e não merecer ser tratada como uma “qualquer”. Não se pronunciou antes porque não tinha condições emocionais de se pronunciar e, agora, após ser acompanhada por médicos, psicólogos e assistentes sociais, resolveu se pronunciar em busca dos seus direitos, após ter sido exposta de uma forma que ela não escolheu, porque não estava sob o domínio da própria vida. 

“Venho através dessa postagem agradecer as pessoas que se levantaram para me defender quando eu não tinha condições. Hoje eu busco na Justiça os meus direitos pois nunca faltei com respeito com ninguém e não merecia ter sido tratada como uma qualquer, e, principalmente, ter sido usada como objeto de prazer durante delírios e alucinações que confundiram minha mente e me colocaram num contexto nojento e sórdido“, detalhou Sandra.  

Segundo ela, vai buscar na Justiça todos os direitos para retomar a sua existência, contra o abuso sexual e também em defesa das mulheres. ”Tenho o direito de ser defendida”, comentou. 

[relacionados artigos=”395221″]

Enquanto a mulher e o marido, o personal trainer Eduardo Alves, enfrentam piadas, preconceitos e dificuldades para retomar a vida normal, o ex-mendigo tem vivido uma vida de luxo e tem sido bancado pelo digital influencer Diego Aguiar, que é conhecido por ostentar uma vida de luxo com carros, viagens e mulheres.