Após sofrer ofensas homofóbicas em bar, mulher é assassinada

Crime aconteceu na madrugada de segunda-feira (22/2) em uma praça de Itanhaém, litoral Sul de São Paulo, na frente da namorada e do irmão da vítima

Uma mulher foi assassinada após uma discussão iniciada por ofensas homofóbica em uma praça de Itanhaém, no litoral Sul de São Paulo, na madrugada de segunda-feira (22/2). De acordo com a Polícia Militar, a vítima, Priscila Aparecida Santos da Costa, de 25 anos, teria sido ofendida por estar com a namorada no Bar do Pudim pelo suposto assassino, Fabiano da Silva Gregório, de 19 anos.

Depois de discutir com Fabiano, Priscila levou dois tiros e morreu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Itanhaém durante o atendimento médico. Antes de ser assassinada, a vítima teria dado tapas em Fabiano durante a discussão no bar.

Após a discussão, Fabiano teria ido até uma praça, onde estavam Priscila, a namorada e o irmão da vítima, por volta das 5h20, e atirado duas vezes em Priscila.

Com passagem por roubo, Fabiano teria sido identificado com suposto autor do crime por testemunhas. Na casa do suspeito, parentes disseram que ele teria confessado o assassinato. De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que investiga o caso, o rapaz continua foragido.

Uma resposta para “Após sofrer ofensas homofóbicas em bar, mulher é assassinada”

  1. Avatar Marlene disse:

    País e merda! As pessoas aki são rotuladas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.