Após ser flagrada em reportagem desrespeitando fiscal, mulher é demitida por empresa no Rio

De acordo com a Taesa, empresa havia adotado home office para 100% do quadro administrativo e mulher flagrada descumprindo isolamento social desrespeitou política vigente do local em que trabalhava

“Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor que você”, disse mulher à fiscal da Prefeitura do Rio em reportagem | Foto: Reprodução/TV Globo

Após desrespeitar o isolamento social, a empresa de transmissão de energia Taesa demitiu funcionária flagrada em reportagem do Fantástico em um bar no Rio de Janeiro. O nome da funcionária não foi divulgado. De acordo com nota emitida nessa segunda-feira, 6, a companhia havia adotado o home office para 100% de seu quadro administrativo como maneira de proteger seus profissionais e familiares, além de outras iniciativas, e que a funcionária foi demitida por desrespeitar a política em vigência na empresa.


A mulher havia dito durante a reportagem em resposta a um fiscal que trabalhava para verificar o cumprimento de medidas de segurança implantadas para o enfrentamento à Covid-19: “Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você”. Após veiculação da reportagem, a fala repercutiu nas redes sociais.


“A TAESA ressalta que segue respeitando o isolamento e as mais rigorosas regras de prevenção ao coronavírus e que a empregada em questão desrespeitou a política vigente na empresa. Diante dos fatos expostos, a TAESA decidiu por sua imediata demissão”, disse trecho da nota divulgada pela Taesa.

Confira na íntegra:

Uma resposta para “Após ser flagrada em reportagem desrespeitando fiscal, mulher é demitida por empresa no Rio”

  1. Avatar Gastao disse:

    Parabebs a empresa. Essa mulher se mostrou um ser que nao merece mesmo nenhuma compaixao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.