Após reunião com Caiado, BRF faz compromisso de investimentos do sudoeste goiano

A empresa, que reúne as marcas Sadia e Perdigão, possui cerca de 10 mil trabalhadores em Rio Verde, Jataí e Buriti Alegre

caiado e brf

Foto: Divulgação

O governador Ronaldo Caiado (DEM) se reuniu na tarde desta quarta-feira, 7, em São Paulo, com representantes da BRF (Brasil Foods).  Após conversa com o democrata, a empresa se comprometeu a apresentar um plano para a retomada de investimentos em suas unidades em Rio Verde e Mineiros.

O CEO da empresa, o ex-ministro Pedro Parente, se sensibilizou com a demanda apresentada pelo governador e designou ainda um grupo de trabalho para montar o plano. O resultado será o aumento de produção e, consequentemente, a geração de novas oportunidades de emprego no Sudoeste goiano.

O governador foi a São Paulo acompanhado do prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale; do deputado federal José Mário Schreiner; e do deputado estadual Chico do KGL. Ao final da reunião, demonstrou entusiasmo com a possibilidade de a empresa retomar a produção à mesma escala de antes da suspensão das exportações nas plantas industriais dos municípios.

“Viemos aqui hoje na empresa para trazer o sentimento das cidades de Mineiros e Rio Verde que, neste momento, estão com várias granjas desativadas. Pedimos que a BRF volte a sua atenção para estes que são indiscutivelmente dois de seus polos mais competitivos e rentáveis”, pediu o governador.

A empresa – que reúne as marcas Sadia e Perdigão – possui cerca de 10 mil trabalhadores em Rio Verde, Jataí e Buriti Alegre e produz uma média de 692 mil toneladas de alimento por ano. Em Mineiros a empresa conta com mais de mil funcionários. Segundo Caiado, a grande preocupação no momento é com o impacto direto da desativação das granjas nos municípios, que atinge a economia local e de modo especial os produtores integrados, que fornecem aves e suínos para a unidade.

A cadeia envolvida na produção da indústria é grande e engloba dezenas de milhares de famílias nos dois municípios. “A BRF tem potencial para fazer investimentos maiores em Rio Verde e Mineiros. Queremos que ela volte a ocupar o mesmo espaço que já teve pois os produtores rurais que atendiam a empresa perderam muitos investimentos, o que causou uma grande dificuldade para muitos moradores da região Sudoeste”, detalhou Ronaldo Caiado.

Ao falar sobre a visita, o governador ressaltou a defesa que sempre fez do setor agropecuário por acreditar na sua grande relevância para a economia do País. “Todos sabem da minha história em defesa do setor da agropecuária brasileira, que tem sido uma referência no mundo hoje. Hoje é o setor que mais evolui, que produz com uso de técnicas modernas e respeito ao meio ambiente. É grande nossa perspectiva hoje de, com o uso da tecnologia, ampliarmos as nossas exportações”, afirmou.

Para o governador, dar condições para o funcionamento de empresas como a BRF é fundamental para atingir suas metas de governo, especialmente as que têm como foco o interior do Estado.

“Nosso trabalho é no sentido de garantir a renda do setor produtivo e manter as famílias no interior com qualidade de vida É para isso que nos empenhamos: para garantirmos qualidade de educação no interior, oferecer cursos técnicos profissionalizantes e ampliar cada vez a oportunidade da comercialização direta, via cooperativas ou associações”, afirmou, emendando que o governo oferece sua estrutura – como Agrodefesa, Emater e Secretaria da Agricultura – para que Goiás seja referência no setor em todo o País.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ana Amélia Cipriano

Inaceitável o pedido do nosso governador Ronaldo Caiado ao STFde limitar o salario dos servidores, sendo que no TCE, tem mais comissionados do que efetivos com salários altíssimos e ele faz de conta q não sabe. Tanto é q os jornais sobretudo hoje na coluna do Ulisses a esse, mostrando essa situação.Para fazer justiça tem q Exonerar TODOS do TCE, la a farra é desordenada q chega a ser estupida.Pedimos justiça.Tem mais foi promessa de campanha lembram?

Gorete Abrão Issy

Senhor governador Ronaldo Caiado: Concordo plenamente em tentarmos diminuir a despesa, fazer cortes necessários, como disse a secretaria da Fazenda q: a folha de pessoal e exorbitante, e inaceitável, pq o senhor continua aceitando em não exonerar TODOS os comissionados do Tce? La além de muitosssssess e os salários altissimos, além do senhor ter prometido em campanha de exonera -los. Os poucos q saíram na voltaram praticamente todos com salários ainda + altos.qual é a explicação q o senhor tem pra nos dar nesse sentido. Tenho vistos vários comentários e nenhuma providencia. Na maioria deles são colocados pelo o governo… Leia mais