Bancada Cristã indica professor Manuel Barbosa para ocupar Conselho de Educação

Deputado membro da bancada afirma que professor indicado irá defender “mudanças nos princípios da educação”

Foto: reprodução

O governador Ronaldo Caiado (DEM) indicou nesta terça-feira, 21, o nome que irá ocupar a vaga do governo no Conselho Estadual de Educação (CEE). Após a indicação feita pela bancada cristã, Caiado acolheu o nome do professor Manuel Barbosa dos Santos para a cadeira. Manoel é professor da Rede Municipal de Ensino e atualmente ocupa a superintendência executiva da Secretaria Estadual de Educação (Seduce).

O deputado estadual Thiago Albernaz (SD), que compõe a bancada, disse que o grupo teve a oportunidade de defender as suas ideologias e por isso foi permitido a indicação por parte do governador. O professor ainda deve passar por sabatina na Alego. “O professor Manuel é um profissional de carreira ligado ao Município. É um profissional extremamente capacitado e poderá contribuir muito naquilo que a gente preza e defende que são as mudanças nos princípios da educação”, considerou Albernaz.

Outra vaga
Enquanto isso, o Fórum Estadual de Educação acionou a justiça para manter a indicação da presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Goiás (Sintego), Bia de Lima. A vaga em questão é de escolha do Fórum.

Bia atingiu a maioria simples na Alego. Entretanto, após votação, Bia ficou impedida de ocupar a cadeira. Segundo Bia, em uma manobra política, ela acabou sendo acusada de ser favorável ao que chamam de “ideologia de gênero” e por isso rejeitaram o seu nome.

“Em relação à vaga do Fórum, está decidido que eles não vão abrir mão do meu nome, por isso entramos com um recurso para garantir a indicação do fórum ao Conselho”, afirmou Bia. Ela explicou que, na votação, foi dito que seu nome precisaria alcançar a maioria absoluta. “Mas não encontraram isso no regimento da Casa, após questionamentos da deputada Adriana Accorsi (PT). Por isso acionamos a justiça”, explicou a presidente do Sintego.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.