Após prisão de hackers, comportamento de Moro é criticado pelo STF e Congresso

Há quem defenda que ministro deixe o cargo. Para líder do PP na Câmara, Moro deu sinais de que “comanda as investigações”

Ministro Sergio Moro

Ministros e parlamentares avaliam que o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, extrapolou os limites após a prisão dos supostos hackers que invadiram seu celular e outras autoridades e, posteriormente, vazaram informações relacionadas a Operação Lava Jato.

Moro, segundo essas autoridades, deu indícios de que teve acesso a dada de uma investigação sigilosa da Polícia Federal. A atitude, segundo o jornal Folha de S. Paulo, caracteriza quebra de sigilo de inquérito policial e o possível abuso de autoridade por parte de Moro.

Autoridades ligadas ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Congresso defendem que providências sejam tomadas. Há quem defenda que a permanência do ministro ficou “insustentável”. Ou seja, acreditam que Moro deva se afastar do cargo.

Ainda de acordo com o jornal paulista, o líder do PP na Câmara dos deputados, Arthur Lira, disse em entrevista que o ministro está confundindo seu papel. Para ele, Moro deu sinais de que “comanda as investigações” ao violar seu sigilo policial. Isso contradiz, na visão do parlamentar, o discurso de Moro de que acompanhava as investigações na condição de “vítima”.

A Folha de S. Paulo apurou, ainda, que parta dos parlamentares também defendem a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Casa para investigar se Moro teve, de fato, acesso ao conteúdo das mensagens hackeadas.

Depois que o ministro disse às demais autoridades hackeadas que a Polícia Federal iria destruir as provas resultantes da investigação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (Dem) e o presidente do Supremo, Dias Toffoli também demonstraram preocupação com a afirmação. Segundo a Folha, logo após as ligações do ministro, foi cogitada a união dos partidos de centro com a oposição para que, juntos, pudessem ingressar com uma ação no Supremo.

2 respostas para “Após prisão de hackers, comportamento de Moro é criticado pelo STF e Congresso”

  1. Avatar Ricardo Campos disse:

    A farsa do Verdevaldo foi desmontada, nas os marginais ainda querem obter a vitória política, com o afastamento de um MINISTRO da Justiça íntegro, fato que é raro neste país

  2. Avatar Nílton Albino disse:

    Acho que Não deu muito certo certo querer botar em prática a frase “Os Fins Justificam os Meios” . ??????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.