Após gestão Iris romper contrato, laboratório demite funcionários em Goiânia

Prestadores de serviço estão com pagamento de outubro de 2016 em atraso. Dívida gira em torno de R$ 700 mil

Cais Vila Nova | Foto: Arquivo

O laboratório Sigma, que há 11 anos era prestador de serviços da Prefeitura de Goiânia, teve o contrato rompido pela atual gestão e decidiu, durante reunião nesta sexta-feira (1/6), demitir os funcionários.

A medida foi tomada depois que, na última quarta-feira (30), o laboratório deixou de prestar os serviços dentro do Cais Vila Nova e também de realizar os exames enviados pelos Cais Jardim Guanabara, Cais Novo Mundo e Cais Chácara do Governador.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) enviou ás unidades o novo protocolo para atendimento laboratorial. No documento, constam orientações básicas como “evitar garrotear o braço por mais de 1 minuto”, para que os próprios técnicos em enfermagem façam as coletas.

A partir de agora, a maioria dos exames serão encaminhados ao Hospital das Clínicas. Apenas os hemogramas e EAS serão realizados dentro das unidades. No entanto, alguns Cais não possuem laboratórios e deverão encaminhar as amostras para outras unidades.

De acordo com a proprietária do laboratório Sigma, Christiane Maria do Valle, os 64 laboratórios prestadores de serviço estão com pagamento de outubro de 2016 em atraso. A dívida da prefeitura gira em torno de R$ 700 mil.

Veja o posicionamento da SMS sobre o caso:

A Secretaria Municipal de Saúde informa que, diante da insatisfação dos laboratórios terceirizados em atender urgência, reestruturou a rede para que os exames continuem sendo realizados.Com isso, a população não está sendo prejudicada. Os exames de sangue e urina (EAS) estão sendo realizados em outras sete unidades de saúde do município (Cais Novo Mundo, Chácara do Governador, Campinas, Cândida de Morais, Novo Horizonte, Guanabara e Upa Itaipu), e os de bioquímica no Hospital das Clínicas. Informa ainda que uma licitação foi realizada, os aparelhos necessários adquiridos e em alguns dias os exames de bioquímica também serão feitos nas unidades de emergência do município.

Laboratórios

Na última quarta-feira (30/5), cinco laboratórios deixam de realizar exames de urgência nos Centros de Atendimento Integral à Saúde (Cais) e Centros Integrados de Assistência Médico Sanitária (Ciams) de Goiânia.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) assumiu os procedimentos terceirizados para corte de gastos.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.