Após polêmica da exposição Queer Museu, UFG realiza debate sobre censura na arte

“Arte em tempos de pânicos morais e sexuais: QueerMuseu e outros casos de censura atuais” será no Miniauditório do Prédio das Humanidades

Após polêmica em torno da exposição Queer Museu, que foi fechada pelo Santader Cultural em Porto Alegre, a UFG irá realizar um debate nesta quarta-feira (17/10) sobre censura na arte.

O debate “Arte em tempos de pânicos morais e sexuais: QueerMuseu e outros casos de censura atuais” será realizado pelo Ser-Tão, Núcleo de Estudos e Pesquisas em Gênero e Sexualidade, e o Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual, como parte do Projeto de Extensão “Arte e Diferença”.

Foto: Reprodução

Na ocasião serão discutidos os recentes casos de censura e cerceamento de manifestações expressivas no campo das artes, em torno de algumas exposições e de outros modos de expressão compreendendo gênero e sexualidade enquanto campos de atuação.

Será feita uma mesa-redonda com a professora Carla de Abreu e os professores Glauco Ferreira e Tony Boita, no Miniauditório do Prédio das Humanidades (Faculdade de Ciências Sociais e Faculdade de Filosofia), no Campus II da UFG, às 18:00,

Serviço – Debate “Arte em tempos de pânicos morais e sexuais: QueerMuseu e outros casos de censura atuais”

Realização: promovido pelo Ser-Tão e pelo Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual da UFG.

Local: Miniauditório do Prédio de Humanidades (Faculdade de Ciências Sociais e Faculdade de Filosofia), no Campus II (Samambaia) da Universidade Federal de Goiás (UFG) – Itatiaia, Goiânia.

Data: Quarta-feira, 18 de outubro de 2017.

Horário: 18 horas.

Entrada gratuita (haverá emissão de certificados de participação)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.