Após erros na correção do Enem, MEC suspende inscrições do Prouni

Decisão foi tomada após o Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região suspender divulgação do resultado das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ainda não foi estipulada uma nova data para retomada das inscrições

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) teriam início nesta terça-feira, 28, no entanto, o Ministério da Educação optou por suspendê-las na última segunda-feira, 27. Ainda não foi estipulada uma nova data.

De acordo com informações divulgadas pela Agência Brasil, a decisão foi tomada após o Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região suspender a divulgação do resultado das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O MEC ressaltou que o cronograma do Sisu e o do Prouni, ambos programas de acesso à educação superior, só serão divulgados após uma decisão final da justiça.

O Sisu oferta vagas em instituições públicas de ensino superior. Já o Prouni oferta bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior. No entanto, ambos utilizam como pré-requisito as notas obtidas por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Diante da comprovada falha na correção de algumas provas, a Justiça atendeu o pedido da Defensoria Pública da União (DPU) de suspender a divulgação dos resultados do Sisu. A ideia, ainda de acordo com informações da Agência Brasil, é não comprometer a transparência e a lisura do procedimento que dá acesso às vagas, seja de um programa, seja de outro.

Segundo a DPU, em seu pedido, a revisão das notas pode provocar alteração nos resultados finais de todos os candidatos. E essa alteração, ainda que de décimos, pode ser a diferença entre conseguir ou não a vaga pretendida.

O MEC, no entanto, vai disponibilizar aos estudantes a consulta de bolsas do Prouni, uma vez que se trata apenas de uma informação. Com isso, a consulta das mais de 251 mil bolsas relativas ao processo seletivo 1/2020 já está aberta. (Com informações da Agência Brasil)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.