Após desbloqueio de rodovias, usinas de etanol voltam a funcionar em Goiás

No entanto, abastecimento de combustível só deve se normalizar em uma semana

André Rocha, presidente do Sifaeg | Foto: Arquivo

Os dez dias de greve dos caminhoneiros afetaram a produção e distribuição de combustíveis no estado. Com o início dos desbloqueios na última quarta-feira (30/5), 13 das 31 usinas de etanol já tinham voltado a funcionar.

“Graças ao esforço das distribuidoras com o Comitê de Crise, foi possível levar diesel às usinas e, agora ,estamos com todas as unidades retomando a ação”, afirma o presidente do Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg), André Rocha.

No entanto, o presidente ressalta que a situação ainda não é de normalidade. “Ainda estamos enfrentando pequenas faltas de alguns produtos químicos, mas eles estão chegando. Estamos conseguindo trazer o etanol, tanto o hidratado quando o anidro para que possa ser misturado na gasolina e ser comercializado normalmente”, disse.

André prevê que, devido a demanda reprimida e ao fato de que os caminhões ainda estão voltando das estradas, o abastecimento dos postos de combustíveis só deve ser normalizado no prazo de uma semana.

Ele destaca uma ação adotada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) que vai propiciar uma agilidade de 30% no processo de distribuição do combustível. “A medida permite a flexibilização da distribuição já que agora as distribuidoras podem pegar o combustível na usina e levar diretamente para os postos”, finalizou.

Deixe um comentário