Após dar pêsames, Marconi publica vídeo batendo bola com Iris

Ex-governador fez várias postagens em homenagem ao arquirrival e concluiu com reportagem em que ambos vão a reinauguração de estádio

Bastante afastado dos holofotes nos últimos tempos, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) voltou à cena nesta terça-feira, 9, para mostrar seus sentimentos pela morte de Iris Rezende.

Durante 20 anos, de 1998 a 2018, eles protagonizaram a maior rivalidade político-eleitoral do Estado. Em três confrontos diretos ao governo (1998, 2010 e 2014), o tucano nunca foi batido pelo emedebista.

Em 2018, com Iris apoiando o então candidato a governador Ronaldo Caiado, porém, Marconi sofreu uma derrota vexatória: viu seu nome ao Palácio das Esmeraldas, o então governador José Eliton (PSDB), nem conseguir levar a disputa ao segundo turno e ficou longe de uma das duas vagas ao Senado, com um obscuro 4º lugar.

Nesta terça, entretanto, ele relembrou bons momentos com o adversário, como no começo da retomada do Atlético Goianiense – time do coração de Iris –, no Estádio Antônio Accioly, em 2005:

Também pelo Twitter, mais cedo Marconi escreveu várias notas relembrando a trajetória de Iris, o relacionamento entre eles e transmitindo os pêsames de sua família para a do adversário político. Abaixo, os vários tuítes em uma única nota:

“Recebi, com grande pesar, a notícia do falecimento do ex-governador Iris Rezende, um dos maiores políticos da história de nosso Estado. Meu primeiro voto foi para Íris em 1982. Iniciei minha militância política no PMDB Jovem, tendo Iris como um dos maiores inspiradores de toda a minha geração. Depois, ao longo da vida, tivemos várias disputas.

Sempre nos respeitamos, apesar de algumas divergências administrativas e de opiniões. O ataque pessoal e desrespeitoso nunca aconteceu em nossa relação pessoal, política ou administrativa.

Eu, como governador e ele prefeito de Goiânia, estabelecemos parcerias em duas oportunidades quando nossos mandatos coincidiram (2005/2006 e 2017/2018), sempre deixando de lado as disputas eleitorais que devem se encerrar no fim do pleito.
É dessa forma que devemos agir e foi assim que fizemos. Nos embates e debates dos quais participamos, Iris sempre foi respeitoso e equilibrado, respeitando os adversários. Na política não podemos transformar adversários em inimigos.

Perspicaz, trabalhador e profundo conhecedor da política e da realidade de Goiás, Iris construiu, ao longo de sua vida, uma sólida carreira. Foi vereador, presidente da Câmara de Goiânia, deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa, prefeito de Goiânia por 4 vezes e governador por duas vezes, ministro de Estado em dois governos e senador da República, encenando uma bela história que marcou nosso Estado. Goiás hoje ficou mais triste sem a presença de Iris Rezende, mas seu legado e seu trabalho por Goiás e pelo Brasil será sempre reconhecido.

Gostaria de ressaltar a relação de empatia e carinho que havia entre Iris e minhas filhas. Em um dos aniversários de Iris, Aninha, pediu-me que a levasse ao Paço Municipal para dar um abraço e entregar pessoalmente, um presente a ele. Era uma relação genuína para com Iris.
Valéria, eu e nossa família transmitimos nossa solidariedade e votos de pesar aos familiares de Iris. Que Deus os conforte nesse momento de dor e tristeza.”

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.