Após cúpula do DEM decidir pela fusão, executiva PSL irá se reunir na próxima terça-feira, 28, para deliberar sobre a união dos partidos

Nesta quarta-feira, 22, o presidente do PSL, Luciano Bivar se reunião com parlamentares do seu partido para, segundo o delegado Waldir Soares (PSL-GO), esclarecer sobre os “caminhados trilhados até aqui”.

Após a cúpula do DEM decidir nesta terça-feira (22) dar seguimento à fusão do partido com o PSL, num primeiro passo para formalizar o processo, a executiva nacional do PSL irá se reunir na próxima terça-feira, 28, para deliberar sobre a união das siglas.

Durante reunião do DEM, a união foi aprovada por 40 votos favoráveis e nenhum contrário. Participaram do encontro líderes nacionais do DEM, como o presidente da sigla, ACM Neto, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Além do governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

Nesta quarta-feira, 22, o presidente do PSL, Luciano Bivar se reunião com parlamentares do seu partido para, segundo o delegado Waldir Soares (PSL-GO), esclarecer sobre os “caminhados trilhados até aqui”. “Uma vez que a executiva do DEM já deu o sinal positivo. A executiva do PSL se reúne na próxima terça-feira para tomar a decisão. E dia 05 de outubro devemos reunir as duas executivas em convenção nacional para formalizar a união”, afirma o parlamentar.

O deputado goiano, favorável a fusão PSL-DEM, pontua é uma decisão da executiva nacional. “Eu sou um dos filiados que veio para o partido em 2017 com o presidente [Jair] Bolsonaro. Hoje ocupo um papel de destaque nacionalmente dentro do PSL. O que for melhor para o partido e para o país tem meu voto favorável e decisão já está bem sacramentada”, destacou.

Delegado Waldir lembra que, em 2017, votou pela reforma na legislação eleitoral e afirma que tendência era o enxugamento de partidos. “É impossível para qualquer prefeito, governador e presidente da República governar com uma salada de partidos. Então, acredito que vamos reduzir nas comissões, nos repasses aos fundos. O PSL e o DEM criam um case que vai ser muito importante para as eleições de 2022″.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.