Após confusão com deputados, ministro Cid Gomes pede demissão

Em nota, Dilma agradeceu a dedicação do auxiliar à frente da pasta

Ex-ministro da Educação, Cid Gomes / Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Ex-ministro da Educação, Cid Gomes / Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O ministro da Educação, Cid Gomes, pediu demissão na tarde desta quarta-feira (18/3) à presidente Dilma Rousseff (PT), que aceitou. O pedido ocorreu logo depois de sua passagem na Câmara Federal, quando o ex-governador causou a ira dos parlamentares ao afirmar que deputados “oportunistas” deveriam sair do governo.

Em nota oficial, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República confirmou o pedido de demissão do ministro. “Ela (Dilma) agradeceu a dedicação dele à frente da pasta”, diz o comunicado.

Antes mesmo da exoneração ter sido oficializada, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), antecipou a decisão. “Comunico à Casa o comunicado que recebi do chefe da Casa Civil comunicando a demissão do ministro da Educação, Cid Gomes”, anunciou o peemedebista no plenário.

Logo após Cid Gomes deixar o plenário, sob as vaias dos deputados presentes, o PMDB teria dado um ultimato à presidente Dilma para que demitisse o ministro, caso contrário, a legenda sairia da base governista.

Confira a íntegra da nota divulgada pela Presidência da República no início da noite desta quarta-feira:

NOTA OFICIAL

O ministro da Educação, Cid Gomes, entregou nesta quarta-feira, 18 de março, seu pedido de demissão à presidenta Dilma Rousseff. Ela agradeceu a dedicação dele à frente da pasta.

Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social
Presidência da República

 

5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Epaminondas

A tática de sair correndo parecendo que é uma retirada estratégica.

Não tem absolutamente ninguém infeliz nisto: Dilma já iria pedir o cargo, porque precisa alocar Mercadante em outro lugar a pedido do Lula; abre cargos para o PMDB (nossa, que ofendido eles ficaram!); o Congresso mostra outra vez que ele quem manda na Dilma; Cid volta pro seu rincão posando de bonzão.

Antonio Alves

Nunca fui fã do Cid Gomes, mas grande parte dos deputados faz jus ao adjetivo usado por ele e muitos do PMDB estão no governo só em troca de ministérios, são mais sujos que poleiro de pato e tem a hipocrisia de tirar onda de honestos.

Lúcio guimaraes

Mentir ele não mentiu, pois o próprio Lula já tinha dito que no Congresso são mais de trezentos picaretas comandados pelo PT. Outra verdade é que os cachorros (desculpe a raça dos caninos pela comparação) não querem largar o osso, agindo como pessoas independentes na frente das câmaras para os eleitores verem, e por traz ficam abanando o rabo para o PT em troca de migalhas.

jura

quando se fala a verdade é punido é o caso de Cid Gomes somente porque falou a verdade

????

Tudo encenação desse ladrão, que na verdade político no Brasil são todos ladrões, e descarados partido nenhum é santo. Era bom Q caísse uma bomba quando esses ladrões estivessem reunidos sei lá onde é matasse todos de presidente ex presidente de deputado a ex deputado… Etc.