Após audiência de custódia, prisão de Daniel Silveira é mantida

Deputado federal continuará preso até que a Câmara dos Deputados vote o assunto. Parlamentar foi preso na última terça-feira, 16

Procuradoria-Geral da República entendeu que prisão de parlamentar foi realizada dentro da legalidade| Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

A prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), foi mantida. A decisão foi tomada após audiência de custódia realizada nesta quinta-feira, 18. A audiência foi conduzida pelo juiz Airton Vieira, auxiliar do ministro do STF, Alexandre de Moraes, que foi quem decretou a prisão em flagrante do parlamentar, na última terça-feira, 16.

Durante a audiência, o juiz Airton Vieira entendeu que não havia possibilidade de relaxar a prisão do parlamentar neste momento. O entendimento do juiz foi de que só é possível decidir sobre a decretação da prisão preventiva após o plenário da Câmara dos Deputados votar o tema. Segundo informações, a Câmara irá votar pela manutenção da prisão de Daniel Silveira.

Em manifestação, a Procuradoria-Geral da República (PGR) considerou que a prisão em flagrante do parlamentar foi realizada dentro da legalidade e, por conta disso, não haveria motivo para relaxamento da prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.