Após acordo, pilotos e comissionários cancelam greve

Proposta foi feita pelo TST. Reajuste imediato será de 75% nas parcelas fixa e variável do salário e 100% nas diárias

Pilotos e comissionários aceitam acordo do TST. | Foto: Divulgação

Os pilotos e comissionários aceitaram, na última sexta-feira (26), a proposta feita pelo ministro Alexandre de Souza Agra Belmonte, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), e cancelaram a greve prevista para próxima segunda-feira (29). A mediação foi realizada entre o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea)

A proposta do ministro incluiu reajuste imediato de 75% das perdas com inflação (INPC) dos últimos 12 meses nas parcelas fixa e variável do salário. Além disso, as diárias de alimentação nacionais e vale-alimentação serão reajustadas em 100% da correção dos últimos 12 meses.

Outra definição foi acerca da convenção coletiva de trabalho dos aeronautas, que será renovada na íntegra.

Pilotos e comissionários pediam recomposição salarial das perdas da inflação nos últimos 24 meses. Durante a pandemia, eles não tiveram aumento de salário por conta de acordos coletivos.

A categoria dos aeroviários, profissionais que trabalham nos serviços no solo, mantém a greve para o dia 30 de novembro a partir das 6 horas. A reivindicação é por reposição de perdas salariais com a inflação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.