Apesar do aumento no número de leitos, taxa de ocupação de UTIs chega a 97,3% em Goiás

São, ao todo, 407 leitos de UTI exclusivos para tratamento do coronavírus em Goiás. Destes, restam apenas 11 disponíveis

| Foto Ilustração

O número de internações pela Covid-19 no Estado segue avançando. Desde o último sábado, 27, houve um crescimento da taxa de ocupação dos leitos destinados ao tratamento do coronavírus de 1,3%. Com isso, Goiás chega aos 97,3% dos leitos ocupados.

Apesar do empenho do governo de Goiás em prol da abertura de novos leitos, o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, destaca que a situação é considerada calamitosa.

São, ao todo, 407 leitos de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19 no Estado. Destes, restam apenas 11 disponíveis. 10 deles estão bloqueados e os outros 386, ocupados.

Pensando em evitar um colapso total do sistema de saúde goiano, o governador Ronaldo Caiado (DEM), em parceria com diversos prefeitos, resolveu endurecer as regras de contingenciamento em várias cidades, inclusive na capital.

A partir dessa segunda-feira, 1, vários segmentos ficam impedidos de funcionar durante um prazo de sete dias consecutivos. Apesar de medidas mais severas, na hipótese de permanência de taxa de ocupação de leitos de UTI em 70% por cinco dias poderá haver liberação de atividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.