Apesar de superávit, Álvaro Guimarães critica situação financeira do Estado

Deputado disse que governo precisa atender compromissos financeiros para dizer que a situação orçamentária está boa

Álvaro Guimarães | Foto: Ruber Couto

A Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa recebeu, na tarde quarta-feira (7/11), balanço financeiro do Governo de Goiás, que mostrava superávit primário de R$ 466 milhões, correspondente ao período de janeiro a agosto de 2018. Integrante da comissão, o deputado estadual Álvaro Guimarães (DEM) disse que isso não significa que a situação financeira do Estado esteja boa.

Álvaro, que é cotado para a presidência da Assembleia em 2019, afirmou que, apesar desse dado, o Estado ainda apresenta dívidas. “Se a situação estivesse tão boa assim o salário dos servidores não estaria atrasado”, questionou.

Recentemente o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) denunciou que o governo não estaria conseguindo cumprir com as obrigações financeiras e que dificilmente conseguiria cumprir com elas até o fim do mandato. O governo rebateu afirmando que todas as dívidas serão pagas até o dia 31 de dezembro, quando se encerra a gestão peessedebista.

Apoiado por Caiado na candidatura à presidência da Casa, Álvaro reiterou que, para garantir que a situação orçamentária do Estado está boa, o governo precisa honrar todos os compromissos financeiros feitos. “O Goiás na Frente, por exemplo, ainda não recebeu todos os recursos, então tem que atender todos os compromissos que ele assumiu”, disse, referindo-se à gestão atual.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.