Apesar das críticas ao partido, Paulo Cezar diz não ter interesse na presidência do MDB

“Não sou candidato. Se fosse, eu já estaria articulando, conheço os caminhos para isso”, disse o deputado após repercussão de carta onde critica ‘decadência’ da sigla no estado

Deputado estadual Paulo Cesar Martins / Foto: Reprodução

O deputado estadual Paulo Cesar Martins (MDB) conversou com o Jornal Opção às vésperas da reunião com o presidente do partido, Daniel Vilela, e outros membros da executiva, prevista para a tarde desta segunda-feira, 8. O encontro, marcado para às 17h, contará com a presença de 18 dirigentes da sigla no Estado.

O deputado disse não saber o que será tratado entre as lideranças, mas adiantou que pretende reforçar as ideias expressas em uma carta assinada por ele na última semana.

No documento, Martins destaca que “os ideais que moviam o partido já não o sustentam e tampouco foram renovados. O MDB tem se tornado ausente das principais pautas políticas, talvez pela falta de um posicionamento firme, contundente e claro. E esse cenário só se modifica por meio do diálogo dentro e fora da legenda”.

No entanto, apesar das criticas, Martins garante não ter interesse em assumir a presidência estadual. “Eu fiz essa carta dizendo o que penso. Antes tínhamos muitos governadores, muitos senadores, deputados federais, estaduais etc. Hoje não temos mais a mesma expressão. Defendo que tenhamos candidaturas próprias e não que fiquemos firmando alianças com A, B ou C. Diferente do que foi interpretado, eu não tenho o interesse de assumir a presidência. Não sou candidato. Se fosse, eu já estaria articulando, conheço os caminhos para isso”.

Na interpretação do estadual, o MDB precisa retomar seu protagonismo em 2022 e, para isso, as movimentações precisam ser iniciadas o quanto antes. “Eu entendo e não queria estar na pele do Daniel, que perdeu o pai recentemente. Tenho profundo respeito por Maguito e seu legado, mas o MDB precisa começar a trabalhar. Ano que vem está ai e isso passa rápido, precisamos conversar e mostrar nossas vontades”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.