Apenas quatro vereadores participam de assinatura de acordo entre prefeitura e Codese

Participação do conselho nas tomadas de decisões no município e possível influência do setor imobiliário foram alvo de críticas no parlamento goianiense

Vereadores Oseias Varão, Juarez Lopes, Paulo Daher e Léia Klébia | Fotos: Montagem/Fernando Leite e André Costa

Quatro dos 35 vereadores da Câmara Municipal de Goiânia participaram na manhã desta sexta-feira (10/3) da solenidade de assinatura do Termo de Compromisso entre a Prefeitura de Goiânia e o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese), formado por um conjunto de entidades das iniciativas pública e privada que devem influenciar na elaboração de políticas públicas na cidade.

Estiveram no evento Oseias Varão (PSB), que discursou durante solenidade, Léia Klébia (PSC), Paulo Daher (DEM) e Juarez Lopes (PRTB). O presidente da Casa, Andrey Azeredo (PMDB), chegou a ser anunciado durante o encontro, mas a assessoria de imprensa do peemedebista informou que ele não compareceu.

Na sessão plenária da última quinta-feira (9/3), o convite aos vereadores para que participassem da cerimônia foi alvo de críticas por parte de outros parlamentares, que veem o acordo como uma possível influência do setor imobiliário na tomada de decisões do poder público em Goiânia, especialmente em ano de revisão do Plano Diretor da cidade.

O vereador Jorge Kajuru (PRP) foi quem propôs boicote ao evento desta sexta. Em vídeo divulgados em suas redes sociais, ele já havia adiantado que ao menos 13 vereadores não compareceriam à solenidade.  “São 13 vereadores que não fazem parte do cartel imobiliário de Goiânia. O cartel já quer ter maioria aqui na Câmara e decidir tudo sobre Plano Diretor, expansão urbana e uso de solo nesse ano que é decisivo”, argumentou.

O Conselho

O Codese se define como “uma assembleia permanente, formada pela sociedade civil organizada, para discutir e propor soluções estratégicas em desenvolvimento econômico sustentável, através da elaboração e monitoramento de projetos de médio e longo prazo. Tendo como objetivo melhorar a renda e a qualidade de vida da população do município de Goiânia-GO”.

Apesar de ter a participação de entidades como Universidade Federal de Goiás, Ordem dos Advogados do Brasil de Goiás e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás, por exemplo, são os representantes da iniciativa privada que ocupam os cargos de comando do conselho. O presidente é Renato Correia, também presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi) e o vice-presidente é Euclides Barbo Siqueira, presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg).

*A matéria foi atualizada às 16h25 para corrigir a informação de que o presidente Andrey Azeredo havia comparecido ao evento desta sexta-feira

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Silvio

De certo ate agora ninguem prometeu dinheiro aos vereadores. Por isso quase ninguem foi