Apenas quatro vereadores participam de assinatura de acordo entre prefeitura e Codese

Participação do conselho nas tomadas de decisões no município e possível influência do setor imobiliário foram alvo de críticas no parlamento goianiense

Vereadores Oseias Varão, Juarez Lopes, Paulo Daher e Léia Klébia | Fotos: Montagem/Fernando Leite e André Costa

Quatro dos 35 vereadores da Câmara Municipal de Goiânia participaram na manhã desta sexta-feira (10/3) da solenidade de assinatura do Termo de Compromisso entre a Prefeitura de Goiânia e o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Goiânia (Codese), formado por um conjunto de entidades das iniciativas pública e privada que devem influenciar na elaboração de políticas públicas na cidade.

Estiveram no evento Oseias Varão (PSB), que discursou durante solenidade, Léia Klébia (PSC), Paulo Daher (DEM) e Juarez Lopes (PRTB). O presidente da Casa, Andrey Azeredo (PMDB), chegou a ser anunciado durante o encontro, mas a assessoria de imprensa do peemedebista informou que ele não compareceu.

Na sessão plenária da última quinta-feira (9/3), o convite aos vereadores para que participassem da cerimônia foi alvo de críticas por parte de outros parlamentares, que veem o acordo como uma possível influência do setor imobiliário na tomada de decisões do poder público em Goiânia, especialmente em ano de revisão do Plano Diretor da cidade.

O vereador Jorge Kajuru (PRP) foi quem propôs boicote ao evento desta sexta. Em vídeo divulgados em suas redes sociais, ele já havia adiantado que ao menos 13 vereadores não compareceriam à solenidade.  “São 13 vereadores que não fazem parte do cartel imobiliário de Goiânia. O cartel já quer ter maioria aqui na Câmara e decidir tudo sobre Plano Diretor, expansão urbana e uso de solo nesse ano que é decisivo”, argumentou.

O Conselho

O Codese se define como “uma assembleia permanente, formada pela sociedade civil organizada, para discutir e propor soluções estratégicas em desenvolvimento econômico sustentável, através da elaboração e monitoramento de projetos de médio e longo prazo. Tendo como objetivo melhorar a renda e a qualidade de vida da população do município de Goiânia-GO”.

Apesar de ter a participação de entidades como Universidade Federal de Goiás, Ordem dos Advogados do Brasil de Goiás e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás, por exemplo, são os representantes da iniciativa privada que ocupam os cargos de comando do conselho. O presidente é Renato Correia, também presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi) e o vice-presidente é Euclides Barbo Siqueira, presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg).

*A matéria foi atualizada às 16h25 para corrigir a informação de que o presidente Andrey Azeredo havia comparecido ao evento desta sexta-feira

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Silvio

De certo ate agora ninguem prometeu dinheiro aos vereadores. Por isso quase ninguem foi