Aparecida de Goiânia tem déficit na geração de empregos

Estado apresentou dados positivos na geração de emprego, com resultado puxado pela Capital. Cidades com menor potencial econômico superaram Aparecida na abertura de novas vagas de emprego

Aparecida de Goiânia registrou saldo negativo de -534 vagas de trabalho com carteira assinada no mês de setembro, de acordo com os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Com o déficit na oferta de emprego, o município corre o risco de chegar ao final do ano no vermelho já que ainda faltam três meses para serem informados pelo Caged.

A cidade de Aparecida de Goiânia está na contramão do Estado. Em setembro, Goiás teve saldo positivo de 6994 vagas de emprego. A capital Goiânia liderou a geração de empregos no mês de setembro com 3.014 vagas, seguida por Anápolis (697), Rio Verde (408), Goiatuba (290), Santa Helena de Goiás (250), Luziânia (236), Senador Canedo (221), Catalão (213), Caldas Novas (194) e Águas Lindas de Goiás (189).

Como se vê, cidades com pouca ou nenhuma indústria superam Aparecida, a exemplo de Águas Lindas, Goiatuba, Santa Helena ou Catalão, que têm populações bem menores, os resultados são positivos e atendem a comunidade com mais geração de emprego e renda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.