Instituto Butantan deve pedir na quarta-feira registro definitivo e autorização para uso emergencial do potencial imunizante

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta segunda-feira, 21, o certificado de boas práticas de fabricação do laboratório chinês Sinovac, que desenvolve a vacina contra Covid-19 CoronaVac.

Em nota, a Anvisa disse que concedeu a certificação depois de inspecionar a unidade da Sinovac responsável pela produção da vacina em Pequim e, também, após o Instituto Butantan informar que estudos clínicos da potencial vacina está na Fase 3 no Brasil e que já recebeu a vacina a granel para ser finalizada em suas instalações em São Paulo.

“A etapa finalizada é um dos pré-requisitos para a continuidade tanto do processo de registro da vacina da Sinovac, quanto de um eventual pedido de autorização de uso emergencial dessa vacina que vier a ser apresentado à Anvisa”, disse a agência no comunicado.

O Butantan deve anunciar na quarta-feira o resultado da eficácia da CoronaVac após os testes da Fase 3 e, na mesma data, pedir o registro definitivo do potencial imunizante. Também será solicitada a autorização para uso emergencial da vacina.