Anvisa aprova uso emergencial de novas doses da vacina CoronaVac

Com mais 4,8 milhões de doses aprovadas, total de doses chega a 10 milhões

Foto: Reprodução.

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira, 22, por unanimidade o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

O pedido foi feito pelo Butantan na segunda-feira, 18. Um primeiro lote com 6 milhões de doses da Coronavac já tinha sido liberado no último domingo, 17, para aplicação emergencial. Essa fração chegou pronta da China e começou a ser distribuída pelo Ministério da Saúde nesta semana.

“Tendo em vista o cenário da pandemia, o aumento do número de casos, ausência de alterativas terapêuticas, específicas para a Covid, recomendamos a aprovação dessa vacina nessas condições, mas com monitoramento das incertezas”, disse Gustavo Mendes, gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da instituição.

Pressão e atraso

Na abertura da reunião, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres disse que não faz “nenhum sentido” atrelar o nome da Anvisa às palavras “burocracia” e “atraso”. Ele também afirmou que não “há sentido” em falar de pressões sobre a Anvisa.

“Somos, sim, os recordistas em tempo de análise bem feita e com segurança para oferecer produtos confiáveis à população. A pressão é uma só: temos que contribuir para assegurar a saúde dos nossos cidadãos”, afirma Barra Torres.

Na sequência, a diretora Meiruze Freitas, relatora do pedido, disse que a Anvisa tem compromisso em avaliar as demandas com “celeridade”, mas “dentro dos critérios que resguardam a qualidade dos produtos que serão utilizados na nossa população”.

Por fim, Antônio Barra Torres alertou para a população continuar tomando cuidados frente à pandemia. “A imunidade com a vacinação leva algum tempo para se estabelecer. Portanto, mesmo vacinado, use máscara, mantenha o distanciamento social e higienize suas mãos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.