Anticorpos contra Covid-19 foram identificados em mais de 230 bebês, durante pesquisa da UFMG

Sangue foi coletado para o teste durante exame do pezinho, que foi feito entre 19 de abril e 16 de agosto; cerca de 50% dos bebes reagentes ao nascimento ainda tinham anticorpos contra o coronavírus 2 a 3 meses após o parto

Anticorpos contra Covid-19 foram identificados em mais de 230 bebês, durante pesquisa da UFMG | Foto: Nupad/UFMG

236 bebês foram identificados com anticorpos para a Covid-19 em pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O sangue foi coletado para o teste durante exame do pezinho, que foi feito entre 19 de abril e 16 de agosto. A pesquisa vem sendo realizada nas cidades Contagem e Nova Lima, na Grande Belo Horizonte, Itabirito, na Região Central, Ipatinga, no Vale do Aço, e Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Segundo os pesquisadores do estudo, a presença desses anticorpos confirma que os bebês foram expostos à infecção durante a gestação. No entanto, a presença dos anticorpos não garante a imunidade contra o vírus, além de não ser possível saber a repercussão disso a longo prazo em seu organismo.

“A novidade que temos no momento é o resultado dos testes sorológicos realizados aos 2 meses. Cerca de 50% dos bebes reagentes ao nascimento ainda tinham anticorpos contra o coronavírus 2 a 3 meses após o parto”, afirmou a professora Cláudia Lindgren, do Departamento de Pediatria da UFMG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.