Aneel deve subir Bandeira vermelha para R$ 14, mas bônus irá compensar consumidores

Após reuniões da CREG e do CNPE, segundo patamar da bandeira vermelha deve ter alta 50%; benefício será anunciado aos que economizarem o consumo de energia

Aneel deve subir Bandeira vermelha para R$ 14 | Foto: Reprodução

Aumento da bandeira vermelha deve ser anunciado nesta terça-feira, 31. Na última sexta-feira, 27, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que o segundo patamar da bandeira vermelha permaneceria em setembro. Com isso, o valor adicional de R$ 9,49 a cada 100 qulowatts-hora (kWh) consumidor deve subir para R$ 14,20, um aumento de cerca de 50%.

Até a última semana, a expectativa era da necessidade um aumento de R$ 25 a cada 100 kWh até o fim de 2021, no entanto, o Governo Federal preferiu a opção de um aumento menor que vigore por mais tempo. Na última quinta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a afirmar ter conversado com a Aneel e solicitado que houvesse moderação no aumento. No entanto, essa é a quarta vez que a empresa aciona a bandeira vermelha 2.

De acordo com informações apuradas pelo Poder360, para compensar esse aumento, ainda nessa terça-feira será anunciado um bônus aos consumidores que economizarem energia. Esse benefício trará o abatimento de R$50 a cada 100 kWh. Desse modo, o valor líquido do bônus, ao subtrair os R$ 14,20 da bandeira, seria de R$ 35,80 a cada 100 kWh.

No entanto, o bônus que deve ser anunciado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) só será concedido aos consumidores que diminuírem entre 10% a 20% o gasto de energia em relação as faturas anteriores. No entanto, ainda não se sabe quais faturas serão utilizadas como referência. Ambos os anúncios devem ser realizados após as reuniões extraordinárias da Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG) e do Conselho Nacional de Politica Energética (CNPE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.