André Fortaleza quer proibir celular no plenário da Câmara Municipal de Aparecida

Vereador rebate e argumenta que o aparelho é uma ferramenta de trabalho

O presidente da Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia, vereador André Fortaleza (MDB), não está disposto a tolerar o uso de aparelho de celular no plenário. “Fala-se muito sobre atenção e vou falar sério agora: para mim os celulares tinham que ficar guardados no Parlamento. A verdade aqui é que todos usam o celular o tempo inteiro da sessão, o que é uma falta de respeito. Mas cada um é dono do seu mandato e faz da forma que quiser com ele”, comentou.

O vereador Roberto Chaveiro (Podemos) reclamou que não é possível a um vereador estar no plenário da Casa com o objeto desligado. “Não tem como o vereador estar no plenário com o celular desligado. A Câmara e o Senado da República usam celular. Não somos nós de Aparecida que vamos ser diferentes. O celular é uma ferramenta de trabalho. Muitas vezes estamos conversando com nossa assessoria, tomando outras providências”, argumentou.

“O senhor tem que se preocupar com o seu gabinete e com os seus familiares. Comigo, eu dispenso os seus conselhos. Estou totalmente calmo. O senhor está confundindo isso com um circo, levando tudo na brincadeira”, rebateu o presidente da Casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.