André Fernandes assume como delegado-geral da Polícia Civil no lugar de Álvaro Cássio

Em carta, Álvaro afirma que pretende continuar servindo à comunidade goiana

O delegado André Fernandes assume como delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, no lugar de Álvaro Cássio dos Santos.

Nesta quinta-feira (1º/2), Álvaro escreveu uma carta em que diz que concluiu “mais um importante ciclo”.

“Agradeço a todos aqueles que colaboraram com minha gestão. Sempre digo que um delegado não trabalha sozinho. Sou grato a meus companheiros agentes, escrivães, papiloscopistas, delegados e demais servidores que se dedicam incansavelmente à Polícia Civil do Estado de Goiás”, escreveu.

Veja a carta na íntegra:

Há 37 anos, quando entrei na Polícia Civil, não poderia vislumbrar que um dia chegaria ao cargo máximo dentro da Instituição. Atuei como Agente de Polícia e como Delegado, tendo trabalhado no interior, na capital, em delegacias distritais, especializadas e regionais e em variadas funções administrativas até ocupar a direção geral.

Hoje, concluo mais um importante ciclo de minha vida. Pretendo continuar servindo à comunidade goiana, em outras esferas, na vida política. Sendo assim, diante dessa decisão de seguir novos caminhos e buscar outros desafios encerro minha gestão à frente da DGPC com a certeza de que fiz o meu melhor.

Durante esta administração conseguimos avanços significativos. Sei que há muito ainda a se buscar, mas tenho a consciência tranqüila de que deixo a instituição em um caminho correto. Saio feliz por ter tido a oportunidade de dirigir a melhor Polícia Civil do Brasil. E me sinto ainda mais feliz por saber que meu sucessor será o delegado André Fernandes, meu amigo pessoal, homem probo, correto e trabalhador, um entusiasta da PCGO.

Diante da mudança que se anunciou, já determinei a meus auxiliares que preparem um minucioso relatório para que seja apresentado ao novo delegado-geral, com detalhes acerca de processos, projetos e ações de interesse institucional. O objetivo é levar a termo uma transição tranqüila e madura, que atenda aos interesses da Polícia Civil.

Finalmente, agradeço a todos aqueles que colaboraram com minha gestão. Sempre digo que um delegado não trabalha sozinho. Sou grato a meus companheiros agentes, escrivães, papiloscopistas, delegados e demais servidores que se dedicam incansavelmente à Polícia Civil do Estado de Goiás.

Contem sempre comigo.

Polícia Civil – compromisso com a verdade e a justiça.

Álvaro Cássio dos Santos.

Deixe um comentário