Saúde de Goiás mantém vacinação de adolescentes; Anápolis seguirá orientação do Ministério da Saúde

Secretaria Estadual de Saúde solicitou esclarecimentos à Anvisa e aguarda posicionamento. Município goiano interrompeu aplicação de doses

O Ministério da Saúde (MS) orientou, nesta quinta-feira, 16, a suspensão da vacinação de adolescentes sem comorbidades. Apesar disso, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) afirmou que não houve alteração no cronograma do estado. Por outro lado, o município de Anápolis informou, através de sua Secretaria de Saúde, que seguirá a recomendação e já interrompeu a imunização desse grupo da população.

Segundo a SES-GO, não há orientação do estado para suspender a aplicação da vacina Pfizer na população deste grupo etário. O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) solicitou esclarecimentos sobre a Nota Informativa do Ministério da Saúde à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e aguarda posicionamento para tomar decisões. A Pasta reiterou que novas atualizações serão amplamente divulgadas à população goiana.

O Ministério da Saúde emitiu uma nota informativa, na noite da última quarta-feira, 15, em que justifica a suspensão da vacinação de menores de 17 anos. Entre os motivos alegados estão: maioria dos adolescentes apresentarem evolução benigna da doença e melhora no cenário epidemiológico nacional com redução na média móvel de casos e de óbitos.

A orientação informa que adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades ou com deficiência permanente devem ser vacinados. Além disso, os menores privados de liberdade também poderão ser imunizados.

A Anvisa liberou vacinação de adolescentes com a vacina Cominarty (Pfizer/Biontech). Vários municípios no país já imunizavam menores de 17 anos. Com a recomendação do Ministério da Saúde, Natal (RN) e Salvador (BA) suspenderam o atendimento a este grupo da população. O estado de São Paulo não seguiu a recomendação da Pasta.

Vacinação de adolescentes em Goiás:

A SES informou que até o momento está priorizada a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos da seguinte forma:

– Adolescentes que apresentam deficiência permanente;

– Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas;

– Adolescentes gestantes e puérperas;

Em seguida, conforme disponibilidade de doses, está permitido o avanço da vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades por ordem decrescente de idade.

Vacinação em Anápolis:

De acordo com a Secretaria de saúde de Anápolis, a recomendação do Ministério da Saúde será seguida na cidade. Na cidade, a vacinação de adolescentes sem comorbidades está suspensa até que surjam novas orientações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.