Anápolis sai na frente do Governo Federal e já conta com ‘terceiro turno’

Programa prevê extensão do horário de funcionamento de alguns postos de saúde do País. Nos parques Iracema e Abadia Lopes da Fonseca, em Anápolis, unidades já funcionam até às 22h

Prefeito de Anápolis, Roberto Naves / Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde apresentou, na última quinta-feira, 28, um projeto que visa estender o horário de funcionamento de alguns postos de saúde do País. A ideia é que parte dessas unidades, que atualmente atendem até às 17h, passará a funcionar até às 22h.

A proposta do Ministério é que a medida seja adotada por unidades de atendimento com maior capacidade e melhor estrutura. A adesão da extensão do período de recepção dos pacientes ficará a cargo dos municípios.

Acontece que a iniciativa, em evidente discussão no cenário federal, não soa como uma novidade para os Anapolinos, haja vista que o modelo de organização que ministério pretende implantar já funciona no município desde o ano passado. É que em outubro de 2018, a rede municipal de saúde reestruturou o horário de atendimento em algumas das unidades básicas de saúde.

Atualmente, as unidades dos parques Iracema e Abadia Lopes da Fonseca recebem pacientes em prazo estendido ou terceiro turno. Conforme informações obtidas junto à prefeitura do município, no posto de Abadia há, inclusive, atendimento especializado à mulher, com realização de exames como mamografia, até às 22h.

As unidades possuem equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) compostas por médicos, enfermeiros, odontólogos, técnicos em enfermagem, auxiliar de saúde bucal e agentes comunitários de saúde. Para o prefeito, Roberto Naves (PTB), esta é uma forma de aperfeiçoar os serviços oferecendo “atendimentos com qualidade” à população.

A prefeitura atesta ainda que outra proposta do governo federal, que visa a melhoria da saúde pública por meio do aperfeiçoamento da informatização, também já se encontra em fase de implantação em Anápolis. “Trata-se da informatização por meio de prontuário eletrônico, que funciona como projeto piloto em unidades como Parque Iracema, no Hospital Municipal Jamel Cecílio e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h)”.

O Executivo Municipal explica que a medida inclui a instalação de software para gerenciar e garantir a transparência de todas as informações que circulam em todas as esferas da saúde pública. “O sistema ainda prioriza o controle e abastecimento de medicamentos, regulação de consultas, exames e internações com a garantia de dados reais por meio do prontuário médico digital”, destaca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.