Anápolis renova frota do Samu e agora trabalha na ampliação

Atualmente com seis ambulâncias, cidade deve chegar a oito após publicação do termo de doação das viaturas

Foto: Divulgação

Depois de receber a última viatura para renovar sua frota do Samu, Anápolis agora parte para a ampliação do serviço. Já aprovado pelo Ministério da Saúde, projeto garantirá, em breve, outras duas ambulâncias para o município.

O secretário municipal de Saúde, Lucas Leite, diz que, com essa ampliação, serão oito ambulâncias na cidade. “Estamos aguardando apenas a publicação do termo de doação das viaturas”.

Vale destacar que, desses oito veículos, seis são de unidades de suporte básico e duas de avançado. A cidade também possui duas motolâncias.

Samu

A coordenadora do Samu, Eliane Bento, informou que, primeiro o Ministério da Saúde renova a frota e depois amplia. Como já houve a renovação, o próximo passo é a ampliação, mas a portaria ainda será publicada para a doação.

Sobre a diferença que faz o aumento da frota, Eliane exemplifica que cada ambulância atende, em média, 20 ocorrências por dia. Dessa forma, será possível realizar até 40 a cada 24h com as futuras aquisições.

“Nossa prioridade é o atendimento primário de pessoas que entram em condição de emergência e urgência. Aquelas em risco iminente de morte e que se não forem atendidas podem evoluir para essa situação”, alerta ela sobre as funcionalidades do Samu.

Conforme ela, o próprio médico do Samu, respaldado por portaria, sempre irá encaminhar o melhor recurso no momento, que pode ser pela unidade de porte avançada ou básica. Além disso, “às vezes, se não for uma situação de risco, ele pode orientar a buscar outra forma de atendimento”.

Sem descarte

Já as viaturas antigas não serão descartadas e comporão a reserve técnica para garantir a funcionalidade integral do atendimento do Samu, em caso de manutenção. Elas também servirão como transporte sanitário, quando autorizado pelo Ministério da Saúde.

Com isso, elas poderão fazer a remoção de pacientes que não se enquadram em caso de alta complexidade. Ao todo, são seis ambulâncias de reserva técnica.

Projeto em outros municípios

Também está previsto no projeto de ampliação que se cria uma base em Corumbá de Goiás e que nela estejam duas ambulâncias. Além disso, em Pirenópolis, será incluída a aquisição de mais uma viatura, conforme informou Eliane Bento, coordenadora do Samu.

Vale destacar que, para esses municípios, os termos de doação das viaturas já estão publicadas. Elaine informa que elas devem chegar nos próximos dias.

Pontua-se que a Central de Regulação, na Avenida JK, atende os municípios da Regional Pirineus. Anápolis, Alexânia, Abadiânia, Campo Limpo, Gameleira, Goianápolis, Terezópolis de Goiás, Cocalzinho, Pirenópolis, Corumbá de Goiás, Padre Bernardo e Mimoso de Goiás estão inseridos. O montante de habitantes amparados pelo Samu chega a 490 mil. 

Só em Anápolis, o Samu, pelo telefone 192, recebe cinco mil ligações por mês. Essas são convertidas em atendimentos diversos, como orientação, resgate e mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.