Anápolis deve ganhar mais um Núcleo de Segurança ainda este semestre

Projeto será implantado no no Parque JK para reduzir os índices de criminalidade na região

Foto: Divulgação

Um novo Núcleo de Segurança deve ser implantado em Anápolis até o final deste semestre. Esta segunda unidade – o projeto piloto foi implantando no Parque Ambiental Ipiranga há um ano – vai funcionar no Parque JK, localizado no Bairro JK Nova Capital, com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade na região.

Segundo o assessor especial de Segurança Pública, Glayson Reis, o trabalho realizado no núcleo do Ipiranga resultou na redução de 81% dos casos de furtos e roubos no local. “Além dessa modalidade de crime, a atuação integrada das forças de segurança previne e atua contra a prática de outros delitos, como por exemplo, a depredação do patrimônio público”, afirma.

A escolha deste espaço para abrigar o novo Núcleo de Segurança foi feita devido ao grande número de furtos e roubos naquela região, porém a medida é parte do Plano Municipal de Segurança, criado para garantir um núcleo em cada parque da cidade e também em locais que necessitem de vigilância mais ostensiva. Está previsto para o início do segundo semestre a implantação do projeto no Central Parque Senador Onofre Quinan e no Parque Ambiental Antônio Marmo Canedo (Parque da Matinha), que passam por revitalização no momento.

O coordenador de revitalização de Parques, Alessandro Di Carlo, explica que o trabalho feito pela administração municipal está bem adiantado e, em breve, os moradores destas regiões vão poder contar com mais esse espaço de lazer e poderão frequentá-los sem preocupações. “O prefeito Roberto Naves tem compromissos com os anapolinos, e um deles é oferecer espaços que garantam diversão e lazer, e com os núcleos a administração municipal também garante mais segurança à população”, destaca.

Videomonitoramento

Segundo Glayson Reis, o Observatório de Segurança tem feito, semanalmente, ações em locais específicos, com o ônibus do videomonitoramento. As equipes do Observatório de Segurança fazem abordagens, quando necessárias, e ações preventivas nas regiões atendidas. “Para este mês vamos descentralizar essas ações para bairros mais afastados e que têm apresentado altos índices de violência”. Ele reforça que o Observatório Municipal de Segurança atua com um trabalho preventivo, contribuindo com as ações feitas pelas polícias do município.

Central de Vigilância

A Prefeitura de Anápolis possui cerca de 500 servidores que atuam na vigilância do patrimônio público municipal. Desde o início da atual gestão, a estratégia foi utilizar esses vigilantes de forma mais ostensiva, até porque em escolas e alguns postos de saúde, existe sistema de vigilância monitorada.

O assessor explica: “Definimos que cerca de 250 destes vigias permaneçam nos locais em que são lotados durante os turnos de aula ou atendimento, para dar maior segurança aos alunos, pais e servidores das escolas”. Glayson Reis completa: “E, fora do expediente nas unidades, participam da vigilância em outros espaços públicos, com reforço da Polícia Militar”.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.