Anápolis confirma primeiro caso de coronavírus

Ações de prevenção e organização da estrutura de atendimento a saúde no município foram antecipadas e reforçadas. Medidas conseguiram retardar o registro da doença na cidade

Prefeito Roberto Naves anuncia 1º caso de COVID-19 em Anápolis|Foto: Bruno Velasco – Pref. de Anápolis

A prefeitura de Anápolis anunciou na tarde desta segunda-feira, 16, o primeiro caso de coronavírus no município. A paciente é uma mulher e teve seu diagnóstico confirmado pelo laboratório de referência Lacen, em Goiânia.

Até as 17 horas desta segunda-feira (16), o município de Anápolis registrou 9 casos suspeitos e 1 caso confirmado de COVID-19. A paciente tem 69 anos proveniente da Itália. Segundo a Prefeitura de Anápolis, este caso já está recebendo acompanhamento e permanece em isolamento domiciliar junto a seus contatos diretos.

“Ressalta-se que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação”, diz o boletim da Prefeitura de Anápolis.

Prevenção

A Prefeitura de Anápolis, em conjunto com a Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) e Adial Associação Pro-Desenvolvimento se reuniram na tarde desta segunda-feira, 16, em caráter emergencial. Foi tomada a decisão de anunciar o fechamento de parte significativa do comércio em Anápolis.

Anápolis foi a primeira cidade goiana a ganhar destaque pelo coronavírus. Isso porque a cidade recebeu os repatriados da China e foi o local de quarentena para 58 brasileiros do primeiro grupo de risco a chegar ao país. O prefeito da cidade, Roberto Naves foi muito criticado a época pode receber o grupo, mas em paralelo a isso ele teve a oportunidade de se antecipar e organizar a estrutura de atendimento a saúde no município de forma conter a chegada da doença.

“Trabalhamos dentro do que foi possível para ampliarmos a nossa capacidade”, disse Roberto Naves durante a coletiva. “O momento requer muita seriedade e cautela. Fizemos o dever de casa”, completou.

Dentre as ações do município está a criação de cinco Unidades de Referência em Coronavírus (URC), que até a próxima quarta-feira, 18, estarão em funcionamento nas Unidades de Saúde da Vila União, do Recanto do Sol, do Bairro São José e do Bairro de Lourdes – estas com atendimento das 7 horas às 22 horas, todos os dias, e na Unidade do Parque Iracema, com atendimento 24 horas. O funcionamento das unidades passa a ser feito exclusivamente para casos relacionados ao coronavírus.

Também está preparados cerca de 100 leitos de enfermaria e 30 leitos de UTI para atendimento exclusivo de casos de coronavírus. “A partir do momento que temos um caso confirmado e o número de suspeitos sobe, temos que ter atitudes mais duras e conto com apoio de todos para isso”, declarou Roberto Naves.

O prefeito ainda adiantou que está sendo elaborada uma portaria que vai regulamentar algumas atividades no município visando conter o avanço da doença. “Tudo está sendo debatido. Logo vamos comunicar como tudo vai acontecer. Temos que colocar a vida das pessoas acima de qualquer outro interesse”, salientou.

Investimentos

O Governo Federal liberou R$14 milhões ao Estado de Goiás para ações de combate ao novo coronavírus. De acordo com Portaria do Ministério da Saúde, os recursos serão aplicados em Hospital do Servidor, eleito pelo Governo do Estado para receber pacientes infectados pelo SARS-CoV-2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.