Anac confirma cobrança por bagagem a partir de março

Novas normas da Anac serão aprovadas nesta terça-feira (13) e começam a valer para passagens vendidas a partir do dia 14 de março do ano que vem

As novas normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) devem ser aprovadas na manhã desta terça-feira (13/12) pela diretoria da agência. Dentre as regras está o fim da regulamentação do despacho obrigatório de bagagens nos voos domésticos e internacionais.

Segundo as normas, as empresas poderão determinar o peso de cada mala que os passageiros podem despachar ou até se eles não terão direito a bagagem gratuita. Atualmente, cada passageiro pode levar uma mala de 23 kg em viagens dentro do Brasil e até duas malas de 32 kg em voos para o exterior. O limite de peso da bagagem de mão, entretanto, passa de 5 kg para 10 kg.

As novas regras começam a valer para as passagens vendidas a partir do dia 14 de março de 2017. Na avaliação da Anac, as medidas devem reduzir o valor das passagens, embora não haja garantias de que isso ocorra de fato. Ao Uol Notícias, o superintendente de acompanhamento de serviços aéreos da Anac, Ricardo Catanant, afirmou que outros fatores como os custos de petróleo e a cotação do dólar podem afetar os preços.

O governo anunciou que não irá regular os valores praticados. As companhias, entretanto, devem explicitar no momento da compra se os serviços estarão inclusos ou não nas passagens.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.