Amma verifica situação de erosão em parque ambiental no Conjunto Itatiaia

Dano ambiental poderia ser maior se não fosse a ação voluntária de morador que praticamente construiu o bosque da área verde

A região de fundo de vale do córrego que corta o Conjunto Itatiaia, na região norte de Goiânia, corre risco. Uma erosão formada pela ação das águas das chuvas cresceu dentro do bosque do Parque Itatiaia, criado em 2008 pelo então prefeito Iris Rezende (PMDB), mas nunca definitivamente implantado.

Diretor de Áreas Verdes da Amma, Wilmar Pires (esquerda) colhe informações com o morador Antônio José sobre a erosão que cresce dentro de bosque do Conjunto Itatiaia | Foto: Elder Dias

Diretor de Áreas Verdes da Amma, Wilmar Pires (esquerda) colhe informações com o morador Antônio José sobre a erosão que cresce dentro de bosque do Conjunto Itatiaia | Foto: Elder Dias

Nesta quarta-feira, 20, o diretor de Áreas Verdes da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), Wilmar Pires, esteve no local para verificar a situação, após ser alertado por um vídeo-denúncia de um morador do bairro, o cinegrafista Ailton Silva Meira.

No local, ele constatou uma erosão de cerca de 70 metros de extensão, com até 4 metros de profundidade e 5 metros de largura. “A primeira providência será fazer com que a enxurrada não se desvie antes de chegar ao bueiro, evitando com que escorra por cima da calçada”, diz, apontando um rebaixamento no meio-fio da rua que dá acesso ao bosque, fato que pode ter contribuído para o agravamento da situação.

Depois dessa primeira medida, a Amma vai colocar máquinas para, então, trabalhar diretamente para corrigir o dano ambiental. A erosão só não é mais grave porque cresce em meio ao bosque, consolidado, em grande parte, graças ao trabalho voluntário de um morador, Antônio José de Alecrim — conhecido como Tonho do Brejo justamente pelo cuidado com a área verde desde a década de 70, quando o bairro foi criado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.