Americana processa todos os gays do mundo

Sylvia Driskell se autointitula embaixatriz “de Deus e seu filho Jesus Cristo” na petição enviada à corte de Omaha, no estado de Nebraska

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A americana Sylvia Driskell, de 66 anos, decidiu processar todos os gays do mundo. Na petição escrita a mão, ela pede para ser ouvida pela corte de Omaha, no distrito de Nebraska, nos Estados Unidos, sobre a questão da homossexualidade.

Sylvia se apresenta no documento como a embaixatriz “de Deus e seu filho Jesus Cristo”. Em sete páginas, a americana cita passagens da Bíblia e do dicionário online Webster, mas não faz referência às leis americanas que tratam sobre o assunto.

“Homossexualidade é um pecado ou não?”, escreve. “Os homossexuais dizem que não é um pecado ser homossexual e que eles têm direito de se casar, ser pais, e que Deus não se importa com o fato deles serem homossexuais, porque ele os ama”, diz a americana.

Sylvia pede que um juiz decida se ser gay é pecado e argumenta: “A maneira de destruir uma nação ou estado é destruindo sua moral — veja o que aconteceu com Sodoma e Gomorra, duas cidades com o mesmo comportamento imoral que está presente na nossa nação, em nossos estados e em nossas cidades. Deus os destruiu”.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Epaminondas

Deus é um sujeito que nos deu livre arbítrio e permitiu que o inferno existisse para o caso de resolvermos não amá-lo de volta.

Encontrem o erro.