Alysson Lima aguarda expulsão do PRB e aponta ‘diferenças ideológicas’

“Vou aceitar, sem entrar com qualquer tipo de recurso, e vou procurar outro partido”, diz deputado

Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

O deputado estadual Alysson Lima falou ao Jornal Opção sobre sua possível saída do PRB. Segundo o parlamentar, a sigla deve optar por expulsá-lo por conta de diferenças ideológicas.  “No momento estou mais atrapalhando do que ajudando o partido. Ideologicamente, as bandeiras que eu defendo são contrárias às defendidas pelo PRB”, pontuou.

Sobre quando isso aconteceria, Lima diz que: “Isso não foi definido ainda, mas acredito que nos próximos dois ou três meses eles venham a me expulsar”.

No entanto, Alysson frisa que seria uma expulsão consensual, uma vez que não é seu desejo permanecer na sigla. “Não ficarei magoado com o partido ao ser expulso. Vou aceitar, sem entrar com qualquer tipo de recurso, e vou procurar outro partido”.

No entanto, o parlamentar ressalta que mesmo com uma expulsão ‘amigável’, vai pedir manifestação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Futuro

A perspectiva de qual partido irá ocupar a partir disso ainda é incerta, mas o deputado dá alguns sinais. “Tenho simpatia por esses partidos que têm chegado recentemente, como o Novo, que é centro-direita. No entanto, ele é muito liberal nessa questão trabalhista, defende o fim da CLT e aí fica um pouco complicado”, disse.

Além disso, citou também o Podemos e disse que o PSB, presidido no Estado por seu amigo Elias Vaz, já o convidou para se filiar. “O PDT também me chamou, que é o partido do deputado Karlos Cabral e da vereadora Dra. Cristina”,  contou. Apesar desses convites a decisão ainda não foi feita pelo parlamentar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Flávio Jaime

Quando um parlamentar eleito é expulso de um partido, ele perde o mandato também?