Alunos da zona rural de Goiânia ficam sem ir a aula por falta de transporte escolar

Serviço foi interrompido pela Secretaria Municipal de Educação devido a ausência de monitores que acompanhem os estudantes nos veículos

Denúncia é do vereador Felisberto Tavares

Dezenas de alunos da zona rural da Grande Goiânia estão há mais de 15 dias sem ir a aula, após a Secretaria Municipal de Educação (SME) interromper o serviço de transporte escolar.

A denúncia foi feita na sessão desta quinta-feira (12/4) na Câmara Municipal pelo vereador Felisberto Tavares (PR). Segundo o parlamentar, os estudantes que integram a educação infantil e ensino fundamental não podem mais usufruir do serviço, pois faltam profissionais que atuem como monitores nos veículos.

“Educação já não é de excelência, imagina faltar esse tanto de aula, e por culpa da Secretaria Municipal de Educação”, lamentou.

Em nota encaminhada à reportagem, a SME informou que realizou a convocação de 1.302 novos concursados e, assim que tomarem posse, um auxiliar de atividades educativas será direcionado para o transporte dos alunos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.