Aluno denuncia agressões homofóbicas durante festa de atléticas da UFG

De acordo com estudante, durante evento meninas foram assediadas e tiveram outros casos de homofobia

O aluno Cleiton Silva, do curso de Psicologia da Universidade Federal de Goiás (UFG), do campus de Catalão, denunciou que foi agredido por ser homossexual durante uma festa organizada por quatro atléticas da cidade.

De acordo com o estudante, após esbarrar em um dos frequentadores, foi empurrado e agredido. “Ele disse algo em tom homofóbico. Eu fiquei abalado, chamei um amigo e chorei”, disse em entrevista ao Jornal Opção.

Segundo ele, após a agressão, chegou a procurar a organização do evento, mas não conseguiu identificar o agressor. O jovem disse ainda que viu meninas sendo assediadas e outros casos de homofobia na festa. “A atlética do meu curso e as outras da organização ignoraram”, reclamou.

Cleiton postou um desabafo no Facebook e, após repercussão do caso, segundo ele, recebeu ligações anônimas com ameaças.

O estudante afirmou que no local da festa só haviam dois seguranças para cerca de 400 jovens.

A Universidade Federal de Goiás emitiu nota de repúdio “contra agressões e opressões machistas, racistas e LGBTfóbicas ocorridas em evento externo organizado por associações atléticas acadêmicas”. O texto foi assinado pelo diretor da regional de Catatão, Thiago Jabur Bittar. Leia:

 

Após o desabafo no Facebook, três atléticas emitiram também  nota de repúdio. Veja:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.