Aluna é vítima de tentativa de assalto a mão armada em estacionamento da PUC Goiás

Estudante afirma que não havia seguranças no local no momento da ocorrência. Polícia investigará gravações das câmeras de segurança

Estudante relata tentativa de assalto nas dependências da PUC Goiás | Foto: Jornal Opção

Estudante relata tentativa de assalto nas dependências da PUC Goiás | Foto: Alexandre Parrode/ Jornal Opção

Uma estudante do curso de engenharia civil da PUC Goiás foi vítima de tentativa de assalto a mão armada dentro das dependências da universidade na noite da última terça-feira (27/9), quando entrava em seu carro no estacionamento da Área 2 da instituição, no Setor Universitário.

Em relato ao Jornal Opção, a estudante, que preferiu não se identificar, contou que, por volta das 21 horas, ela tinha acabado de entrar em seu carro quando um homem a abordou pela janela do passageiro. “Primeiro ele me perguntou onde era a faculdade de engenharia, mas quando comecei a responder, mostrou a arma e anunciou o assalto.”

A universitária contou que sua primeira reação foi sair imediatamente do carro. “Saí correndo e gritando muito alto. Logo, as pessoas que estavam nas salas de aula começaram a olhar pela janela. A Área 2 toda viu o assaltante”, relatou. Segundo a vítima, na hora do ocorrido não havia nenhum segurança da universidade no local.

Assim que percebeu a reação da vítima, o assaltante teria saído andando tranquilamente. Ainda de acordo com o relato, no momento do assalto, estavam no estacionamento dois orientadores de trânsito, funcionários da PUC que organizam a fila de veículos que se forma em horários de pico para o estacionamento da universidade.

“Os orientadores ficaram desorientados, porque eles também não ficam armados e não podem fazer nada. Só depois que dois seguranças chegaram ao local que o assaltante correu um pouco e saiu da universidade. Até então, ele estava andando até a saída, tranquilamente.”

Apesar do susto, a estudante não se feriu e não teve nenhum bem levado. “Fiquei tão nervosa que cheguei a desmaiar. Depois do ocorrido, recebi apoio da equipe de segurança da PUC e um agente inclusive me acompanhou até em casa. Já tinha ouvido outros relatos de assaltos nas proximidades da PUC, na Praça Universitária, mas nunca dentro da universidade e nunca a mão armada também”, disse a aluna de engenharia.

Medidas

Na manhã desta quarta-feira (28/9) ela foi até o 9º Distrito Policial, no Setor Leste Universitário, onde registrou boletim de ocorrência. Segundo a estudante, o delegado responsável por investigar o caso irá, ainda nesta tarde, solicitar as imagens das câmeras de segurança da universidade. Ela também foi orientada a procurar a ouvidoria da PUC Goiás.

A reportagem entrou contato com a assessoria da PUC Goiás, e aguarda posicionamento da universidade sobre o assunto.

O presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da PUC Goiás, Laércio Neto, afirmou que solicitará junto à reitoria da universidade a instalação de cancelas nas entradas dos estacionamentos. “Esta é uma demanda antiga dos estudantes e já temos um acordo com a reitoria nesse sentido, mas agora solicitamos urgência.”

“A nossa proposta com a implantação da cancela é para que haja um maior controle de quem entra e sai da universidade, mas sabemos que só isso não é suficiente. Tem que ter guarita de segurança na entrada e, até mesmo controlar a entrada dos estudante por cartão magnético”, disse o presidente do DCE.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tamires

ta faltando policiamento de uma forma inimaginável, ontem mesmo eu fui assaltada na frente da igreja as 4 da tarde, tive uma faca nas costas, não está havendo sentido em sair de casa com todos esses riscos.