Alterações na arrecadação adiam votação da LOA 2018

Plenário precisa votar projeto do orçamento até o final de dezembro. Vereadores têm até a próxima quinta-feira (30/11) para apresentar propostas de emendas

Foto: Alberto Maia / Câmara Municipal de Goiânia

Ficou para a próxima terça-feira (5/12) a votação na Comissão Mista do relatório do vereador Anselmo Pereira (PSDB) ao projeto da Lei Orçamentária Anual de 2018.

Segundo o tucano, nas últimas semanas a Câmara Municipal votou matérias que têm grande impacto na arrecadação do município, como a anulação da cobrança do IPTU contínuo por meio da derrubada do veto do prefeito Iris Rezende (PMDB). Portanto, os vereadores precisam de mais tempo para encaminhar emendas de acordo com alterações na arrecadação. O relator acrescentou também que o próprio Paço também pode alterar pontos da matéria.

“Precisamos de mais tempo para que os vereadores possam adaptar as emendas a essa redução de valor. E também estamos em diálogo com a Secretaria de Finanças porque queremos saber do autor da proposta, que é o Executivo, de onde entende que deve suprimir o dinheiro que não consta mais no lançamento para 2018”, disse ao Jornal Opção.

O novo prazo para que os vereadores encaminhem propostas de emendas é a próxima quinta-feira (30/11). Os parlamentares têm direito a encaminhar proposta de custo de até 1,2% orçamento.

“O que queremos é que o orçamento seja o mais real possível, o mais próximo da aplicabilidade real”, defendeu o relator. O projeto da LOA 2018 deve ser aprovado pelo plenário da Câmara até o dia 31 de dezembro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.