Aloysio Nunes é novo líder do governo no Senado

Parlamentar do PSDB de São Paulo foi anunciado pelo Executivo federal interino nesta terça-feira (31/5), que cogitava escolher o nome de uma mulher para comandar base

Senador que foi candidato a vice-presidente na chapa de Aécio Neves (PSDB) é o novo líder do governo federal interino de Michel Temer (PMDB) | Foto: Pedro França/Agência Senado

Senador que foi candidato a vice-presidente na chapa de Aécio Neves (PSDB) é o novo líder do governo federal interino de Michel Temer (PMDB) | Foto: Pedro França/Agência Senado

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), que foi candidato a vice-presidente na chapa do também senador Aécio Neves (PSDB-MG) em 2014 contra a presidente da República afastada Dilma Rousseff (PT) e o presidente interino Michel Temer (PMDB), é o novo líder do governo Temer no Senado.

O governo federal interino anunciou nesta terça-feira (31/5) o nome de Aloysio Nunes como o novo líder do governo no Senado. A escolha teria agradado o PSDB, que faz parte da base de sustentação do Executivo nacional com Temer no lugar da presidente afastada, pelo fato do senador por São Paulo ser ligado ao ministro das Relações Exteriores e senador licenciado José Serra (PSDB-SP), informaram fontes da União.

Houve a expectativa de que fosse indicada uma parlamentar mulher para liderar o governo federal no Senado, como pretendia fazer Temer. Chegaram a serem cotadas para o posto as senadoras Simone Tebet (PMDB-MS), Ana Amélia (PP-RS) e Lúcia Vânia (PSD-GO).

Tebet, segundo governistas, seria a preferida do presidente interino. Mas as senadoras não contavam com apoio integral da base aliada de Temer, relataram.

A escolha, de acordo com o governo interino, foi por um nome com experiência para ser líder no Senado e facilitar a votação de projetos do Executivo na Casa. Mais votado senador por São Paulo em 2010, Aloysio Nunes foi ministro da Justiça quando Fernando Henrique Cardoso (PSDB) era presidente e também ocupou a liderança tucana no Senado. (Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.