Após anúncio de que Friboi liberou aliados para apoiar Marconi, friboizistas declaram que estarão com Iris

O Jornal Opção Online ouviu a opinião de alguns apoiadores de Friboi.  Os quatros políticos demonstraram surpresa com a informação, divulgada na noite de quarta-feira. A atitude do empresário é interpretada como um golpe contra Iris Rezende

destaque friboi iris e marconi

Distante da campanha do governadoriável peemedebista Iris Rezende, o empresário e ex-candidato ao governo pela sigla Júnior Friboi autorizou efetivamente que sua estrutura política, angariada nos últimos meses, apoie a candidatura à reeleição do governador Marconi Perillo (PSDB). O desfecho se deu na noite da última quarta-feira (16/7) após reunião com o ex-deputado Frederico Jayme (PMDB), coordenador político do tucano, e resultou em reunião com a participação do governador e peemedebistas na manhã desta quinta-feira (17), no Palácio das Esmeraldas. Participaram da conversa o advogado Robleto Rezende, principal articulador de Friboi no Estado, e o ex-deputado estadual peemedebista Francisco Bento.

Enquanto ocorria a reunião, o Jornal Opção Online ouviu a opinião de alguns apoiadores de Friboi. Eles ficaram surpresos com a informação repassada pela reportagem. A atitude do empresário se configura como um golpe contra Iris Rezende, além de ser um sinal de que a briga interna (que tirou Friboi da disputa estadual ao governo) ainda sangra dentro do PMDB.

Luiz Juvêncio, prefeito de Guapó, seguidor de Júnior Friboi e que chegou a entregar carta de desfiliação do PMDB com o recuo do empresário, acredita piamente que agora Júnior Friboi deve sair do partido. “Friboi tem todas as possibilidades de se tornar governador daqui a quatro anos, com esse anúncio o empresário está defasando sua carreira política”, avaliou Luiz Juvêncio. O prefeito frisou que segue ao lado do empresário independente dos últimos fatos, mas que, nestas eleições, estará com Iris. “Pela briga interna no partido [entre Iris e Friboi] eu havia pensado em não apoiar ninguém, mas volto atrás e meu apoio é declarado a Iris Rezende”, concluiu.

O prefeito de Panamá, Divino Alexandre, friboizista convicto, classificou a atitude do companheiro como “demasiadamente complexa”. O peemedebista salientou que o grupo que apoiava Friboi deveria ter sido consultado antes, o que não acorreu. “Se eu tenho um grupo de apoiadores, tenho que avisá-los sobre a minha decisão. Mas independente da liberação por parte de Friboi eu continuo apoiando meu partido”.

Além de apoiar a eleição de Iris Rezende, Divino Alexandre não acredita que o grupo de Friboi seguirá os mesmos caminhos do empresário. “Certamente os prefeitos continuarão apoiando o candidato do partido, afinal somos homens partidários”, finalizou.

O deputado federal e candidato à reeleição Pedro Chaves ficou surpreso com o anúncio da adesão dos companheiros de Friboi ao projeto da coligação “Garantia de um Futuro Melhor para Goiás”. “Friboi disse que participaria do processo eleitoral apenas como cidadão. Mas mesmo assim eu continuo com Iris Rezende”, disse.

O ex-coordenador da campanha de Friboi e deputado federal Leandro Vilela (PMDB) estranhou a atitude do empresário. “Neste contexto, não vou apoiar nem Iris nem Marconi”, respondeu de forma sucinta.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.