Aliados de Temer defendem extinção da EBC, diz jornal

Ministro Geddel Vieira Lima afirmou que empresa de comunicação do governo se transformou em “foco de militância”

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima disse que sua proposta de extinção da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), está ganhando adeptos e já foi discutida inclusive com o presidente interino Michel Temer (PMDB), que teria recomendado um estudo para encerrar as atividades da emissora pública. As informações são do jornal O Globo.

Criada em 2007 para fortalecer o sistema público de comunicação, a EBC é gestora da TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil, Radioagência Nacional e do sistema público de Rádio, composto por oito emissoras.

Assim que assumiu o governo, Michel Temer destituiu o então diretor-presidente da empresa, o jornalista Ricardo Melo, nomeado pela gestão da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e indicou o jornalista Laerte Rímoli para o cargo. Uma liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli, porém, restituiu a direção da EBC à Melo.

Ao jornal, Geddel defende que a EBC é símbolo de aparelhamento de gestão e autopromoção dos governo do PT, mas que a extinção não é uma visão do governo interino. “Essa é uma visão pessoal e não de governo. Mas fico feliz que outros estejam concordando. A EBC é um símbolo de um governo ineficiente, do aparelhamento da gestão, de autopromoção. Não pode ser canal de autopromoção. O que for informativo e não autopromocional, se mantém. Para fazer propaganda, temos contratos com agências para fazer publicidade, que é outra coisa. Acabar com isso é um imperativo para que o novo governo se diferencie. Falei minha opnião ao presidente, que ouviu”, disse Geddel.

A proposta seria acabar com todos os cargos por indicação e remanejar  funcionários concursados para outros órgãos do governo.

 

 

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Francisco Guerra

Menos cargos, eu apoio.

Paulo

Deve-se fechar o mais rápido possível e demitir todo mundo.